Teste para ver se o seu amor em

50 testes do BuzzFeed sobre amor para você fazer na alegria e na tristeza Testes para relacionamentos indo bem, mais ou menos e pra hora dos pés na bunda. by Davi Rocha Se for pega no ato, é preciso lembrar-se de que você perderá a confiança dele. Algumas dicas para não ser pega: Não o siga em seu próprio carro. Pegue o carro de uma amiga emprestado para que ele não a identifique. Mantenha uma boa distância, não importa se o está seguindo de carro ou andando. Encontre-o de surpresa. Seu sexto sentido sempre te alerta sobre possíveis traições? Ele(a) fica até tarde no trabalho a maioria dos dias? Você atende telefonemas estranhos? Antes de confrontar seu(sua) parceiro(a) sobre possíveis traições, faça esse teste e descubra se existe realmente motivo para tanta preocupação! Seu(sua) parceiro(a) já te traiu alguma vez? Se você está apaixonado(a), não pode perder este teste de amor! É simples, basta digitar seu nome e nome da pessoa que você ama para saber se combinam e qual a potência do amor de vocês. Boa Sorte! Como jogar: Use o mouse para jogar. O que fará dele a peça chave em seu teste, será a sua concentração e a sua fé, além dos processos para a execução do teste em si. Para começar, relaxe, respire fundo e mande para fora de si todas as energias negativas que, possivelmente, estão te cercando. Pegue o ovo em suas mãos, concentre-se nele. Descubra o quanto o seu amor realmente lhe conhece! Criar um quiz sobre mim para os amigos responderem no Whatsapp. Teste a sua amizade com esse desafio para saber qual dos seus amigos(as) mais lhe conhece! Nosso teste de amor vai te ajudar. Como este teste de amor funciona? A brincadeira é simples, basta colocar em nossa calculadora do amor verdadeiro, o seu nome e sobrenome juntamente com o nome e sobrenome do seu amor (seu crush), você clica em prosseguir e depois de calcular você receberá a porcentagem de chances que o relacionamento entre ... Esse é um teste de amor que pode lhe ajudar a perceber se seu relacionamento está mais baseado em apego exagerado e não saudável ou em amor genuíno e enriquecedor.. No final dou dicas sobre o que pode ser melhorado no seu caso com base nas perguntas que você respondeu no teste de amor. Muitas pessoas se questionam sobre a veracidade de seus sentimentos, têm dúvida se o amor que parecem sentir pelo(a) parceiro(a) é real ou não. Então, se você é uma dessas pessoas que têm dúvida sobre seu sentimento, deixe a incerteza para traz e descubra agora mesmo se você ama ou não seu(sua) parceiro(a)! Será que ele realmente me ama? Se quer realmente tirar as dúvidas, o nosso teste está aqui para a ajudar. Tome o teste e descubra! O começo de uma relação é sem dúvida uma das partes mais gostosas para qualquer casal, mas também uma das mais custosas, pois por vezes, por falta de confiança e por ainda não ter certeza de que essa pessoa é mesmo a sua alma gêmea, acaba em algum ...

Não me perguntem, apenas leiam

2020.08.09 04:36 NinguemNoReddit Não me perguntem, apenas leiam

Tudo começa com uma novela sobre pedofilos e sem lacraçao. Em 24 de março de 2027, ela começou a bombar. Uma história eu irei te contar, mas preste atenção se não você vai chorar, de ver o lucccccca nessa história, já que ele é incrivelmente bosta em golf. Em um certo dia, dois fazendeiros que produziam essa novela desistiram da produção. Agora todos estão morrendo de fome pois estão sem pão parar comer durante a produção da série. Então viram LuCa jogando golf muito bem e pensaram em investir em sua carreira porque o sucesso já vem, mas no fim das contas não aconteceu porque o lucccccccca é burro. Tão burro que ele passou no enem com nota maxima e no presinho também. Por isso muitos almejavam seu poder de criar bosta desenvolvendo varios inimigos, sendo o principal deles o Mr. Catra porque, como no passado Mr. Catra era um grande jogador de golf no cenário esportivo e luccccaaaa vivia perdendo nas competições para o hexacampeão, ao tirar uma nota maior que ele nos testes, lucccca podia esbanjar de sua cara e se igualar ao Mr. Porém quando foram parar na produção da novela em 13 de agosto de 2028 algo estranho aconteceu. Mr. Catra disse que era um tic toker, kpoper e jogador de free fire. Isso invocou a ira de LuCa que decidiu que precisava agir. Então chamou seus amigos e formou os Samurais Secretos com o objetivo de se aliar aos bolsominions para empurrar a terra para um lugar seguro. Mas todo mundo esqueceu o lucccca no espaço. Então ele acabou morrendo de altoasfixia. Mas para fingir que ele não morreu, o Chupa Cabra começou a se passar por ele para disputar com o Chupa Cu apesar do Mr. Catra não saber o que calhou na invençao de uma chupada interdimensional que criou uma fenda onde todos que olhassem teriam o cu comido. Para resolver isso, o Mr. Catra inventou o portal interdimecional que levava todos a galáxia Hublon onde havia um planeta chamado São Paulo B24 onde poderia abrigar vida humana. Depois de 2 anos estabilizados no novo planeta, a produção acabou a novela na 8 temporada. Porém o resultado foi uma bela merda e deixou a produção falida. A fim de ajudar, luccccaaa decidiu vender todas as suas ações que possuía na sexshop corporation. Porém isso era uma mentira, pois estavam fazendo corrupção e desvio de dinheiro. Mr. Catra descobriu isso e contou à polícia local que ao investigar descobriu que o LuCa era na verdade o Chupa Cabra disfarsado e o verdadeiro LuCa estava morto. Sabendo disso Mr. Catra ficou muito triste e sozinho. Começou a ter depressão por não ter ao seu lado seu maior inimigo. Mas eis que chega voando do céu, como Jesus, montado numa nuvem e usando uma capa rosa, era LuCa, ele estava vivo. Mr. Catra perguntou como isso era possível e LuCa disse que já que tinha asma ele não respirava a muito tempo, então a autoasfixia não teve efeito nele. Então imponente, ele falou que veio salvar o mundo e disse as seguintes palavras: "Preparem-se para a encrenca! Encrenca em dobro! Para proteger o mundo da devastação! Para unir as pessoas de nossa nação! Para denunciar os males da verdade e do amor! Para estender o nosso poder às estrelas!"
EU QUEIMO MINHA ROSCA POR ISSO SOU YAAAAAAGGGGG!!!!!!
FIN
submitted by NinguemNoReddit to maiconkusterkkkkk [link] [comments]


2020.06.15 04:52 altovaliriano Shae (Parte 3)

Uma prostituta aprende a ver o homem, não seu traje, caso contrário acaba morta numa viela.
(ACOK, Tyrion X)
Martin começa a trajetória de Tyrion em A Tormenta de Espadas já estabelecendo o destino de Shae. Tywin e Tyrion estão discutindo sobre a sucessão de Rochedo Casterly quando entram no assunto sobre Alayaya, Tysha e Shae. Curiosamente a pergunta parte do próprio Tywin:
E aquela seguidora de acampamentos no Ramo Verde?
Que importa? – perguntou, sem querer nem mesmo proferir o nome de Shae em sua presença.
Não importa. Não mais do que me importa que elas vivam ou morram.
(ASOS, Tyrion I)
Como sabemos pelo último capítulo, Tywin se importa, sim. Shae aparece no julgamento testemunhando contra Tyrion e falando de estar com ele desde Ramo Verde, um detalhe que dificilmente escaparia a Tywin. Além disso, nesta primeira conversa, o pai de Tyrion completa com uma sentença interessante:
E não tenha ilusões: esta foi a última vez que tolerei que trouxesse vergonha à Casa Lannister. Acabaram-se as putas. A próxima que encontrar em sua cama, vou enforcar.
(ASOS, Tyrion I)
E interessante que Tywin tenha ameado enforcar Shae se a encontra-se na cama de Tyrion, pois, como o verbete sobre Shae na Wiki Gelo e Fogo sinaliza, Tyrion fez exatamente isso com Shae quando a encontra na cama do pai em seu último capítulo do livro.
A primeira vez que vimos Shae foi em um encontro no quarto de Varys, à pedido (e insistência) de Tyrion. O anão havia determinado que usaria este encontro para dar um fim na relação com Shae, em decorrência das ameaças do pai, especialmente depois que Tywin citou explicitamente a “seguidora de acampamentos no Ramo Verde” logo no capítulo anterior.
O encontro parece ser um encontro típico entre os dois, exceto que há nas duas partes desejos ocultos. Tyrion quer tirar Shae da corte e Shae deseja exatamente o contrário. Quando Tyrion aborda o assunto de maneira direta, a garota troca imediatamente de assunto, procurando massagear o ego do anão:
Shae – disse –, querida, esta tem de ser a última vez que ficamos juntos. O perigo é grande demais. Se o senhor meu pai encontrá-la...
Gosto da sua cicatriz. – A moça percorreu-a com um dedo. – Faz com que pareça muito feroz e forte. [...] O senhor nunca será feio aos meus olhos. – Ela beijou a escara que cobria os restos destroçados do seu nariz.
(ASOS, Tyrion II)
Shae insiste em não dar ouvidos a Tyrion durante toda a conversa, se limitando a tentar manipulá-lo a deixar ficar na capital. Toda aquela compaixão pelo novo ferimento adquirido de Tyrion não contém qualquer coerência, porque a garota continua tão inescrupulosa e insensível quanto era em A Fúria dos Reis. Sua maior preocupação ainda são bens materiais e sua falta de empatia por Lollys Stokeworth ainda é gritante:
[…] O senhor vai me devolver agora as joias e as sedas? Perguntei a Varys se ele podia me dá-las quando você foi ferido na batalha, mas ele não quis. Que teria acontecido com elas se tivesse morrido? [...]
Posso ir ao banquete de casamento do rei? A Lollys não quer ir. Disse-lhe que ninguém deverá estuprá-la na sala do trono do rei, mas ela é tão burra.
(ASOS, Tyrion II)
Entretanto, nem tudo é repetição nessas frases arrogantes de Shae. No meio de tudo, há uma pequeno trecho de diálogo de importância futura. Quando Tyrion tenta fazer com que a prostituta compreenda o perigo que Tywin oferece à vida dela, a garota apenas responde “Ele não me assusta”.
Esta simples sentença revela que GRRM estava sutilmente costurando elementos nesta primeira conversa que seriam trazidos de volta novamente na última cena de Tyrion e Shae juntos. Quando a garota o vê nos aposentos do pai, ela se assusta e começa a disparar justificativas. Entre estas justificativas, ela justamente se contradiz dizendo “Por favor. Seu pai assusta-me tanto” (ASOS, Tyrion XI).
Naquele primeiro diálogo, Shae sabia que Tyrion havia perdido seu cargo e, com isso, até mesmo sua permanência como aia de Lollys dependia inteiramente de ela manter seu disfarce. Àquela altura, o anão não tinha mais poderes de lhe arranjar uma nova colocação para ela, e por essa razão a garota sabia que tinha que tentar extrair de Tyrion o máximo que conseguisse.
Com isto em mente, fica claro que GRRM faz da cobrança de promessas antigas uma metáfora visual para Shae tentando segurar Tyrion via dominação sexual. Segundo o próprio Tyrion (ASOS, Tyrion VII), seu pênis era o orgão responsável por fazê-lo agir tolamente frente a manipulação da garota. E é justamente por aí que Shae o está segurando na cena, literalmente:
Não quero sair. O senhor me prometeu que eu voltaria a me mudar para uma mansão depois da batalha. – A boceta dela deu-lhe um pequeno apertão, e ele começou a enrijecer de novo, dentro dela. – Um Lannister sempre paga as suas dívidas, você disse.
(ASOS, Tyrion II)
Ao perceber que não vai conseguir nada por esta via, Shae passa a falar sobre o casamento de Joffrey e elabora um plano para que Tyrion a leve consigo, em troca de favores sexuais durante a festa. Aqui a garota não está mais se valendo da dominância, mas tentando persuadir o anão. Por isso, Shae passa a afagar o órgão sexual ao invés de prendê-lo:
– […] Eu encontraria um lugar em algum canto escuro abaixo do sal, mas sempre que se levantasse para ir à latrina, eu poderia escapulir e ir encontrá-lo. – Envolveu a pica dele nas mãos e afagou-a com suavidade. – Não levaria roupas de baixo sob o vestido, para que o senhor nem precisasse me desatar. – Os dedos dela brincaram com ele, para cima e para baixo. – Ou, se quisesse, podia fazer-lhe isto. – Enfiou-o na boca.
(ASOS, Tyrion II)
Quando Tyrion mostra que está veementemente decidido a que ela não deixá-la ir, Shae se retrai para a cortesia fria. Tyrion está pensando em como concederia facilmente o desejo de Shae, caso o pai não tivesse ameaçado enforcá-la, contrariando o que ele disse em A Fúria dos Reis, sobre o amor por Shae envergonhá-lo:
Se a escolha fosse sua, ela poderia sentar-se a seu lado no banquete de casamento de Joffrey, e dançaria com todos os ursos que quisesse.
(ASOS, Tyrion II)
Eu atribuo essa mudança de postura (de amor proibido envergonhado para amor proibido cauteloso) ao momento de Tyrion, em que ele perdeu todo o prestígio e está tentando se agarrar na única coisa de seu momento glorioso que ainda tem: Shae.
Em verdade, o comportamento de Shae espelha o de Tyrion. Ambos estão tentando arranjar um jeito de manter seu status. O anão também está tentando voltar ao poder pelas vantagens terrenas que ele oferece e não mais para “fazer justiça”. Naquele momento, Tyrion estava sendo a Shae de Tywin, pois está a todo custo tentando reivindicar direitos e reconhecimentos de seu pai.
O surpreendente é que após toda a teimosia de Tyrion, Shae finalmente cede a seu instinto de autopreservação e dá a Tyrion um parágrafo inteiro de resignação e obediência, ao fim do qual Shae apela para o cavalheirismo de Tyrion e lhe arranca uma promessa:
[...] Gostaria de ser a sua senhora, mas não posso. Se fosse, você iria me levar ao banquete. Não importa. Gosto de ser rameira para o senhor, Tyrion. Basta que me mantenha, meu leão, e que me mantenha a salvo.
Manterei – prometeu ele. Tolo, tolo, gritou a sua voz interior. Por que disse isso? Veio aqui para mandá-la embora! Em vez disso, voltou a beijá-la.
(ASOS, Tyrion II)
A prostituta parece entender que o novo momento de Tyrion exige dela uma abordagem diferente. Em suas palavras, de um homem poderoso que poderia desafiar o mundo por ela, ele agora era um cavaleiro que a protegia e resgatava do perigo:
Pensava que o senhor tinha se esquecido de mim. – O vestido dela encontrava-se pendurado em um dente negro quase tão alto quanto ela, e a moça estava em pé dentro das mandíbulas do dragão, nua. […] – O senhor vai me arrancar de dentro das mandíbulas do dragão, eu sei. [...]
Meu gigante – ela ofegou quando a penetrou. – Meu gigante veio me salvar.
(ASOS, Tyrion VII)
Shae veste tão bem a fantasia de donzela que chega a declarar seu amor a Tyrion e Tyrion responde em pensamento. Porém, por alguma ironia do destino, a prostituta estava querendo lhe fazer pensar que ele era um cavaleiro, enquanto o próprio Tyrion queria lhe casar com um cavaleiro de verdade para se ver livre dela:
E eu também a amo, querida. Podia ser uma prostituta, mas merecia mais do que o que ele tinha para dar. Vou casá-la com Sor Tallad. Ele parece ser um homem decente. E alto…
(ASOS, Tyrion VII)
É curioso como este é o único efeito colateral do novo estratagema de Shae. Tyrion fica tão embrigado pela ideia de ser o cavaleiro salvador da garota, que ele tem um momento de desencanto quando a prostituta sequer teme perdê-lo ao saber de seu casamento com Sansa Stark:
[…] Não me importa. Ela é só uma garotinha. Vai deixá-la comuma barrigona e voltar para mim.
Uma parte dele tinha esperado menos indiferença. Tinha esperado, escarneceu amargamente, mas agora sabe como é, anão. Shae é todo o amor que provavelmente terá.
(ASOS, Tyrion IV)
Eu penso que a indiferença de Shae se fundava em ela saber que somente corria perigo se Tyrion arranjasse outra prostituta como amante. Ela estava ciente do quão sexualmente indesejável ele era para a maioria da população de westeros e como ele era complexado com sua aparência e traumatizado com relações amorosas. Portanto, um casamento arranjado com uma jovem nobre donzela realmente não lhe representava perigo algum. Ela até mesmo tenta pedir na frente de Tyrion que Sansa a leve ao casamento de Joffrey, demonstrando que seu objetivo de participar da boa é sua real prioridade.
Porém, não há que se dizer que Shae é uma pessoa desprovidade de sonhos e fantasias. O fato é que esta fantasias não são românticas, mas delírios com mudanças de status social, luxos e riquezas. Quando Sansa a chama para ver uma nuvem no céu que parece um castelo:
É feito de ouro. – Shae tinha cabelos escuros e curtos e olhos ousados. Fazia tudo o que lhe era pedido, mas às vezes dirigia a Sansa os mais insolentes dos olhares. – Um castelo todo feito de ouro, aí está uma coisa que eu gostaria de ver.
(ASOS, Sansa IV)
Ou quando conversava com Sansa sobre Ellaria Sand e a garota apresenta sua versão dos fatos em que Ellaria seria uma espécie de Shae que “deu certo” em razão do relacionamento com Oberyn:
Era quase uma prostituta quando ele a encontrou, senhora – confidenciara a aia – e agora é quase uma princesa.
(ASOS, Sansa IV)
E são suas fantasias por status e luxo que a levam a testemunhar contra Tyrion a pedido de Cersei. O depoimento de Shae acontece logo antes de o anão pedir o julgamento por combate. Dessa forma, tudo o que a garota diz se torna juridicamente irrelevante de uma hora para outra. Essa manobra de Tyrion acaba por fazer com que Cersei se livrasse da obrigação de cumprir sua parte do acordo:
Shae, o nome dela era Shae. A última vez que tinham conversado fora na noite anterior ao julgamento por combate do anão, depois de aquele dornês sorridente ter se oferecido como seu campeão. Shae inquirira acerca de umas joias que Tyrion lhe oferecera, e de certas promessas que Cersei poderia ter feito, uma mansão na cidade e um cavaleiro que a desposasse. A rainha deixara claro que a prostituta não obteria nada até que lhes dissesse para onde fora Sansa Stark.
(AFF, Cersei I)
Interessante notar que o acordo feito por Shae consiste apenas no que Tyrion já tinha em mente em lhe dar.
O depoimento de Shae é uma peça que me chama bastante a atenção. A garota não só conta como Tyrion supostamente teria lhe tomado como amante à força e confidenciado os planos de matar Joffrey durante sua última noite juntos. Shae revela ali, perante Tywin, que era seguidora de acampamento do Ramo Verde:
Nunca quis ser uma prostituta, senhores. Estava noiva. Ele era um escudeiro, um rapaz bom e corajoso, de bom nascimento. Mas o Duende viu-me no Ramo Verde e pôs o rapaz com que meu queria casar na primeira fila da vanguarda, e depois de ele ser morto ordenou aos selvagens que me levassem à sua tenda. Shagga, o grande, e Timett, como olho queimado. Ele disse que se não lhe desse prazer, me entregava a eles, e portanto eu dei. Depois trouxe-me pra cidade, pra ficar por perto quando ele me quisesse. Obrigou-me a fazer coisas tão vergonhosas […]. Ele usou-me de todas as maneiras que há e… costumava me obrigar a dizer como ele era grande. O meu gigante, eu tinha de lhe chamar, o meu gigante de Lannister.
(ASOS, Tyrion X)
Como esta parte do depoimento era completamente desnecessária, eu fico me perguntando se ela foi bolada pela própria Shae, Varys ou Cersei. Sabemos que a garota é capaz de mentir, mas não vimos coisas com este tipo de elaboração. Como Varys é quem estava administrando o disfarce de Shae, fornecendo -lhe até histórias falsas sobre seu passado para que contasse à Tanda Stokeworth, acredito que tenha sido ele quem a orientou a assim depor.
Porém, qualquer seria o objetivo disto? Apenas para ele próprio se safar da acusação de que estava trazendo informações erradas a Cersei, algo que já lhe preocupava (ASOS, Tyrion VII)? Ou Varys queria que o depoimento de Shae chamasse a atenção de Tywin?
De fato, em uma entrevista em 16 de junho de 2014 à Entertainment Weekly, afirmou que a questão entre Varys, Shae, Tyrion e Tywin é algo que ele fará revelações nos próximos livros:
EW: Certo, e há também a questão da surpresa da hipocrisia de Tywin quando ele [Tyrion] a encontra na cama dele. Tywin sabia que ela era uma prostituta [na versão do livro isso não fica claro]? Ou ele simplesmente não ligava?
GRRM: Ah, eu acho que Tywin sabia sobre Shae. Ele provavelmente adivinhou que ela era a seguidora de acampamento que ela havia expressamente dito “você não levará aquela puta para corte”, mas que Tyrion o havia desafiado e levado "aquela puta" à corte. Quanto ao que exatamente ocorreu aqui, é algo sobre o qual não quero falar, porque há aspectos disso que eu não revelei e que serão revelados nos próximos livros. Mas o papel de Varys em tudo isso é algo para se levar em consideração.
Esta entrevista deu fundamentos para que os leitores passassem a acreditar que Varys teria influenciado Tyrion a matar Tywin. Mas, para fins desta análise, nos cabe apenas ver a situação da ótica do que aconteceu com Shae, quem até mesmo pela teoria acima seria um alvo secundário.
Assumindo que Varys tenha orientado Shae a dar este depoimento para chamar a atenção de Tywin, como é que isso a colocaria na Torre da Mão na noite anterior à execução de Tyrion? Sabemos que Cersei mandou Shae embora ás lágrimas na noite entre o depoimento de Shae e o julgamento por combate entre Gregor e Oberyn, então somente depois desta noite é que Shae provavelmente estaria suporte. Caso ela já estivesse sendo sondada por Tywin, dificilmente sairia chorando...
Eu alimento uma teoria que o ponto que fez Tywin se interessar pela garota foi a bajulação que ela confessou fazer a Tyrion. “Meu gigante de Lannister” parece ser o tipo de frase que agradaria um homem como Tywin debaixo dos lençóis. A partir daí, bastaria que Varys fizesse uma sugestão aqui, outra acolá e de repente Tywin já estava pedindo a alguém que enfiasse a menina em seus aposentos na noite seguinte.

Declarações de GRRM sobre Shae

submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.04.12 04:33 altovaliriano A Grande Conspiração Nortenha - Parte 7

Texto original: https://zincpiccalilli.tumblr.com/post/53134866390
Autores: Vários usuários do Forum of Ice and Fire, mas compilado por Yaede.
Índices de partes traduzidas: Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4, Parte 5, Parte 6, Parte 7

---------------------------

Sinais e Portentos

Uma das habilidades mais impressionantes doeGRRM como escritor, em minha opnião, é sua capacidade de ocultar prenúncios [foreshadows] em cenas aparentemente irrelevantes a serem revisitadas pelo leitor, que maravilhará com elas. Por exemplo:
Quando Podrick quis saber o nome da estalagem onde esperavam passar a noite, Septão Meribald apegou-se avidamente à pergunta [...].
– Alguns a chamam Velha Estalagem. Ali existe uma estalagem há muitas centenas de anos, embora esta só tenha sido construída durante o reinado do primeiro Jaehaerys […].
Mais tarde, passou para um cavaleiro aleijado chamado Jon Comprido Heddle, que se dedicou a trabalhar o ferro quando ficou idoso demais para combater. Ele forjou um novo sinal para o pátio, um dragão de três cabeças em ferro negro que pendurou em um poste de madeira. [...]
– O sinal do dragão ainda está lá? – Podrick qui saber também.
– Não – Septão Meribald respondeu. – Quando o filho do ferreiro era já um velho, um filho bastardo do quarto Aegon ergueu-se em rebelião contra seu irmão legítimo e escolheu como símbolo um dragão negro. Estas terras pertenciam então a Lorde Darry, e sua senhoria era ferozmente leal ao rei. Ver o dragão de ferro negro o deixou furioso, e por isso derrubou o poste, fez o sinal em pedaços e os atirou ao rio. Uma das cabeças do dragão foi dar à costa na Ilha Quieta muitos anos mais tarde, embora nessa época estivesse vermelha de ferrugem. O estalajadeiro não voltou a pendurar outro sinal, e os homens esqueceram-se do dragão.
(AFFC, Brienne VII)
Aqui está a essência da teoria de que Aegriff é um pretendente de Blackfyre explicada por meio de brasões. O dragão negro retornando a Westeros via mar disfarçado de vermelho. Existem inúmeros pequenas recompensa nos livros para os fãs desenterrarem e, geralmente, quanto mais importante é a história, mais difusas são as dicas. R + L = J é provavelmente o atual campeão disso, com alusões a ela freqüentemente despontando em diálogos casuais sobre Jon ou envolvendo-o. Como por exemplo, esta conversa de quando ele soltar Val na Floresta Assombrada para encontrar Tormund:
[Jon:] Você voltará. Pelo menino, se não por outra razão. [...]
[Val:] Assegure-se de que esteja protegido e aquecido. Pelo bem da mãe dele, e pelo meu. E o mantenha longe da mulher vermelha. Ela sabe quem ele é. Ela vê coisas nas chamas.
Arya, ele pensou, esperando que fosse assim.
– Cinzas e brasas.
– Reis e dragões.
Dragões novamente. Por um momento, Jon quase os viu também, serpenteando na noite, suas sombras escuras delineadas contra um mar de chamas.
(ADWD, Jon VIII)
Muito irônico que, mais cedo, em seu próprio capítulo, Melisandre olhe para as chamas e veja Jon, como ela faz há algum tempo. Jon, que é é rei e dragão (se R+L=J for verdade).
Portanto, a questão agora é se o GRRM deixou pistas que levem à Grande Conspiração Nortenha.
Mais homens de neve haviam sido erguidos no pátio quando Theon Greyjoy voltou. Para comandar as sentinelas de neve nas muralhas, os escudeiros haviam erigido uma dúzia de senhores de neve. Um claramente pretendia ser Lorde Manderly; era o homem de neve mais gordo que Theon já vira. O senhor de um braço só podia ser Harwood Stout, a boneca de neve, Barbrey Dustin. E um que estava mais perto da porta com a barba feita de pingentes de gelo devia ser o velho Terror-das-Rameiras Umber.
(ADWD, O vira-casaca)
Que escolha interessante de bonecos de neve para citar e assim chamar à atenção. No mesmo capítulo, especula-se que Manderly, Terror-das-Rameiras, Stout e a Senhora Dustin formam uma espécie de corrente humana para transmitir informações sobre os Starks (a sobrevivência de Bran e Rickon, com certeza) com o fim derradeiro de trazer a Senhora Dustin e os Ryswells para a secreta liga anti-Bolton.
Ainda mais intrigante é o fato de que isso também pode ser lido como um jogo de palavras que sugerem o apoio norte de Jon. Assim como Wylla Manderly proclama sua lealdade aos Starks durante a audiência de seu avô com Davos, dizendo que os Manderlys juravam ser sempre “homens Stark”, se Lord Wyman e seus co-conspiradores decidissem apoiar o decreto de Robb de nomear Jon seu herdeiro, eles seriam "homens de neve" [Snow men].
Outro conjunto de pistas em potencial está na escolha de músicas de Manderly durante a festa do casamento (ADWD, O príncipe de Winterfell). Por que Manderly quer que Abel contemple os Freys com uma música sobre o Rato Cozinheiro já foi discutido, mas qual das outras duas músicas ele pede pelo nome? Os tristes contos de Danny Flint e "A Noite que Terminou".
Fortenoite surgia em algumas das histórias mais assustadoras da Velha Ama. Tinha sido ali que o Rei da Noite reinou, antes de seu nome ter sido varrido da memória dos homens. Foi ali que o Cozinheiro Ratazana serviu ao rei ândalo seu empadão de príncipe e bacon, que as setenta e nove sentinelas mantiveram-se de vigia, que o bravo jovem Danny Flint foi violado e assassinado.
(ASOS, Bran IV)
---------------------------------------
[Jon:] Mance alguma vez cantou Bravo Danny Flint?
[Tormund:] Não que eu me lembre. Quem era ele?
– Uma garota que se vestiu de menino para tomar o negro. Sua canção é triste e bonita. O que aconteceu com ela não foi. – Em algumas versões da canção, seu fantasma ainda caminhava pelo Fortenoite.
(ADWD, Jon XII)
Já foi teorizado que o elemento chave da história de Danny Flint que Manderly tem em mente é a farsa por meio de uma identidade falsa. Jeyne Poole é outra garota que finge ser alguém que não é e, embora o faça sob coação, seu destino é tão terrível quanto o de Danny Flint.
Manderly pode ter desvendado a falsa Arya? Como? Na verdade, duas falsas Aryas são analisadas e julgadas não convincentes - primeiro Jeyne por Theon (ADWD, Fedor II), depois Alys Karstark por Jon (ADWD, Jon IX). Theon percebe imediatamente que os olhos de Jeyne são castanhos, não cinza. Jon também verifica o cabelo e a cor dos olhos de Alys, que combinam com os de Arya, mas percebe que ela é velha demais para ser sua irmã mais nova. O mesmo vale para Jeyne, que era a melhor amiga de Sansa e, portanto, provavelmente da mesma idade dela, alguns anos mais velha que Arya. A questão é que o estratagema dos Bolton não é perfeito, e uma pessoa familiarizada com Arya pode identificar as discrepâncias. Existe alguém assim em Winterfell além de Theon?
Os Cerwyns são bons candidatos, em minha opinião. Eles moram a apenas meio dia de viagem de Winterfell (ACOK, Bran II) e pode-se esperar que tenham visitado os Starks com frequência suficiente para observar Arya de perto. O próprio Mance Rayder é outro, tendo supostamente aparecido em Winterfell durante o festim real em A Guerra dos Tronos com o propósito declarado de espiar. Harwin, se ele é realmente o misterioso homem encapuzado que Theon encontra. Outros senhores do Norte talvez também suspeitem, pois se interessariam em Arya pelas perspectivas de seu casamento.
Por fim, “A Noite que Terminou” é aparentemente uma música que comemora a última Longa Noite e a vitória da humanidade sobre os Outros.
Muito mais tarde, depois de todos os doces terem sido servidos e empurrados para baixo com galões de vinho de verão, a comida foi levada e as mesas encostadas às paredes para abrir espaço para a dança. A música tornou-se mais animada, os tambores juntaram-se a ela, e Hother Umber apresentou um enorme corno de guerra encurvado com faixas de prata. Quando o cantor chegou à parte de A Noite que Terminou, em que a Patrulha da Noite avançava ao encontro dos Outros na Batalha da Madrugada, deu um sopro tão forte que fez todos os cães latirem.
(ACOK, Bran III)
Em conjunto, a playlist de Manderly no casamento diz àqueles inteligentes o suficiente para ouvir que ele não está se deixando enganar pelas mentiras dos Bolton, ele já derramou sangue Frey às escondidas e seu lado será o vencedor no final. Há outra singularidade em sua seleção de músicas, no entanto. Uma que sugere novamente uma conexão com Jon. Todos as três cançoes são sobre a Patrulha da Noite.
O Rato Cozinheiro era um irmão negro que se vingou, e Danny Flint queria ser um. " A Noite que Terminou " apresenta a Patrulha em glorioso triunfo sobre os Outros, salvando o reino no processo. Certamente, há outras músicas sobre garotas bonitas disfarçadas e mentirosas recebendo sua punição, ou sobre vitórias Stark sobre os ândalos, selvagens ou homens de ferro que Manderly poderia ter pedido. A menos que ele (ou GRRM!) esteja, de fato, inserindo outro ponto muito sutil com isso: que Jon Snow não tenha sido esquecido pelos vassalos leais de seu falecido pai e irmão.
E há uma terceira referência a Jon! Quais são os nomes das duas garotas que tão comovente e retumbantemente falam do amor do Norte pelos Starks? Wylla Manderly e Lyanna Mormont. Pode ser simples coincidência que uma compartilhe um nome com a ama de leite de Jon (que Ned afirmou ser sua mãe) e a outro tenha o nome da verdadeira mãe biológica de Jon (assumindo R + L = J como verdadeiro). Uma vez que estamos falando das Crônicas de Gelo e Fogo , no entanto, eu digo que provavelmente não é coincidência.
Um último potencial prenúncio tem a ver com Stannis e sua campanha para ganhar o Norte.
Stannis estendeu uma mão, e seus dedos fecharam-se emvolta de uma das sanguessugas.
– Diga o nome – ordenou Melisandre.
A sanguessuga retorcia-se na mão do rei, tentando se prender a umde seus dedos.
– O usurpador – disse ele. – Joffrey Baratheon. – Quando atirou a sanguessuga no fogo, ela enrolou-se entre os carvões como uma folha de outono e incendiou-se.
Stannis agarrou a segunda.
– O usurpador – declarou, dessa vez mais alto. – Balon Greyjoy. – Deu-lhe um piparote ligeiro para dentro do braseiro […]
A última sanguessuga estava na mão do rei. Estudou aquela por ummomento, enquanto se contorcia entre seus dedos.
– O usurpador – disse por fim. – Robb Stark. – E atirou-a para as chamas.
(ASOS, Davos IV)
Joffrey, Balon e Robb morrem nas mãos de homens, cujos planos estão em andamento muito antes de Stannis realizar qualquer ritual, não porque sejam amaldiçoados magicamente ou porque R'hllor quer que seja assim. Para que serve Stannis queimando as sanguessugas? Em seu capítulo em A Dança dos Dragões, vimos Melisandre apostar pesado nas aparências como uma maneira de conservar sua influência, mantendo os homens admirados por sua aura de misticismo. Uma demonstração de poder, a fim de recuperar a confiança de Stannis, não seria ruim após a derrota desastrosa no Àgua Negra e, por mais risíveis que tenham sido suas interpretações sobre Azor Ahai, Melisandre consegue prever eventos de importância política em suas chamas, às vezes com detalhes e precisão impressionantes.
[Jon:] Outros senhores se declararam por Bolton também?
A sacerdotisa vermelha deslizou para mais perto do rei.
– Vi uma cidade com muralhas de madeira, ruas de madeira, cheia de homens. Estandartes se agitavam sobre suas muralhas: um alce, um machado de batalha, três pinheiros, machados de cabos longos cruzados sob uma coroa, uma cabeça de cavalo com olhos flamejantes.
– Hornwood, Cerwy n, Tallhart, Ryswell e Dustin – informou Sor Clayton Suggs. – Traidores, todos. Cãezinhos de estimação dos Lannister.
(ADWD, Jon IV)
Melisandre vê nas chamas que Joffrey, Balon e Robb não demorarão muito no mundo dos vivos e orquestra uma pequena farsa para Stannis; portanto, quando a notícia de suas mortes chegar até ele, sua crença nela e em suas habilidades será reforçada. Como tudo isso é relevante para a Grande Conspiração Nortenha? Lorde Bolton é chamado por alguns de Senhor Sanguessuga pelas sanguessugas que frequentemente usa para tratamentos de saúde.
[Roose:] Tem medo de sanguessugas, filha?
[Arya:] São só sanguessugas. Senhor.
– Meu escudeiro poderia aprender alguma coisa com você, ao que parece. Sangramentos frequentes são o segredo de uma vida longa. Um homem tem de se purgar do sangue ruim.
(ACOK, Arya IX)
------------------------------
O quarto do senhor estava cheio de gente quando [Arya] entrou. Qyburn encontrava-se presente, bem como o severo Walton com seu camisão e grevas, além de uma dúzia de Frey, todos eles irmãos, meios-irmãos e primos. Roose Bolton estava na cama, nu. Sanguessugas aderiam à parte de dentro de seus braços e pernas e espalhavam-se por seu peito pálido, longas coisas translúcidas que se tornavam de um cor-de-rosa cintilante quando se alimentavam. Bolton não prestava mais atenção nelas do que em Arya.
(ACOK, Arya X)
-----------------------------
– O que você quer agora? – Gendry perguntou numa voz baixa e zangada.
[Arya:] Uma espada.
– O Polegar Preto mantém todas as lâminas trancadas, já lhe disse mais de cem vezes. É para o Senhor Sanguessuga?
(ACOK, Arya X)
------------------------------
Os olhos de Harwin desceramdo rosto de Arya para o homem esfolado que trazia no gibão.
– Como é que me conhece? – disse, franzindo a testa, desconfiado. – O homem esfolado... quem é você, algum criado do Lorde Sanguessuga?
(Arya II, ASOS)
Qyburn, Jaime e a Senhora Dustin também observam a associação de Roose com sanguessugas (ASOS, Jaime IV / ADWD, O Príncipe de Winterfell). Figurativamente falando, Stannis está novamente queimando sanguessugas para se exibir em sua guerra contra os Boltons, esperando convencer os nortenhos a apoiarem sua tentativa pelo Trono de Ferro. Mas, assim como o teatro de Melisandre não resulta em nada além de aprofundar a confiança de Stannis nela, os experimentos de Stannis em A Dança dos Dragões podem ser inúteis caso outro Stark seja proclamado rei no norte. E há uma dica de que isso acontecerá.
A voz de Melisandre era suave. – Lamento, Vossa Graça. Isso não é um fim. Mais falsos reis irão se erguer em breve para tomar a coroa daqueles que morreram.
– Mais? – Stannis parecia comvontade de esganá-la. – Mais usurpadores? Mais traidores?
– Vi nas chamas.
(ASOS, Davos V)
Em A Dança dos Dragões, mais reis falsos parecem ter substituído os que morreram, como profetiza Melisandre. Tommen assume a coroa de Joffrey e Euron a de Balon. E a coroa de Robb? Quem é o novo rei do norte?
Roose pode ter algumas ambições por lá (ADWD, O Príncipe de Winterfell), mas ele ainda não desafiou o Trono de Ferro ou os Lannisters, que o nomearam Protetor do Norte. De qualquer forma, é improvável que ele pudesse ganhar o apoio dos nortenhos, que prefeririam que um Stark os governasse. Pessoalmente, acho que a opção mais dramática para o próximo usurpador e traidor é Jon, que ganhou o respeito relutante de Stannis por um conselho honesto e pode continuar tendo discussões tensas (leia-se: divertidas!) com ele, de uma maneira que Rickon, de cinco anos de idade, bem, realmente não conseguiria.

Um tempo para lobos

Uma objeção comum à Grande Conspiração Nortenha é que, por mais persuasivo que seja, é otimista demais acreditar que GRRM permitirá que os Starks e seus aliados triunfem. Afinal, ele ganhou reputação por subverter clichês de fantasia de bem vs. Mal, e por matar ou mutilar personagens amados enquanto saboreia as lágrimas amargas de seus leitores.
GRRM é realmente tão pouco convencional? A morte de Ned Stark em A Guerra dos Tronos é frequentemente citada como o momento em que a ASOIAF rompe com as tradições de gênero, transcendendo a tendência juvenil da fantasia por finais de contos de fadas cortando a cabeça do protagonista. No entanto , eu argumentaria que não apenas os críticos da fantasia são os culpados por estereotipar e simplificar outros trabalhos como Senhor dos Anéis a ponto de não fazer sentido, em uma demonstração de memória seletiva. A própria estrutura narrativa da ASOIAF disfarça o fato de que Ned nunca foi o herói da história de GRRM, para começo de conversa.
Ned é uma figura paterna, um mentor protetor e guia do tipo que quase sempre morre, às vezes antes de o primeiro ato de uma fantasia épica terminar (vide Obi-wan Kenobi). As crianças Stark nunca se desenvolveriam de verdade por si mesmas, a menos que o “porto seguro” Ned fosse removido, assim como Harry Potter não pôde depender de Dumbledore em seu confronto final com Voldemort. Dadas as habilidades de vidente verde de Bran, Ned pode até aparecer do além-túmulo para transmitir sabedoria ou divulgar segredos como fizeram Obi-wan e Dumbledore. Tudo isso é bastante convencional. GRRM é simplesmente um mestre da desorientação, e sua manipulação é evidente em muitas das grandes reviravoltas de ASOIAF.
Robb? Nunca teve um ponto de vista. Contos da carochinha sobre reinos perdidos por coisas pequenas são tão comuns quanto as sagas de reis guerreiros heróicos vitoriosos em conquista. As lendas arturianas, por exemplo, contam sobre a fundação da utópica Camelot e a morte de Arthur nas mãos de seu filho bastardo com sua meia-irmã, e sua rainha fugindo com um de seus cavaleiros.
GRRM explora inteligentemente o desejo do leitor de ver Ned vingado. Os Starks se reúnem para distrair os leitores para o prenúncio da morte de Robb no sonho de Theon (com um banquete de mortos em Winterfell) e as visões de Dany na Casa dos Imortais, ambos em A Fúria dos Reis.
Portanto, se a previsibilidade no desdobramento de um enredo não serve como teste para teoria dos fãs, em quais critérios os leitores da ASOIAF podem confiar? Penso que a questão-chave que deve ser colocada em qualquer especulação é: "como isso faz a história avançar?"
A Guerra dos Cinco Reis está marcada pelas mortes de Ned e Robb, a primeira instigando o conflito e a segunda efetivamente encerrando-o – ou pelo menos limpando a lousa para a próxima rodada. Por outro lado, em minha opinião, é narrativamente fraca a ideia de que Jon Snow está permanentemente morto e que seu assassinato levará à queda da Muralha, pensando-se que o atentado sozinho seja capaz de trazer caos a Castelo Negro, pois assim também perderemos Jon como personagem pelo resto da série, tornando inúteis todas aquelas páginas gastas em fazer dele indivíduo e não um simples instrumento do enredo.
Voltando finalmente à Grande Conspiração Nortenha, o que vejo como um dos principais problemas de GRRM em Os Ventos do Inverno é que, depois de cinco livros e quase duas décadas, os Outros ainda não causaram muito impacto. O apocalipse dos zumbis de gelo prometido no prólogo de A Guerra dos Tronos é bom acontecer em breve ou GRRM pode ser justamente acusado de deixar sua história inchar até ficar anticlimática.
Além disso, quando os Outros invadirem inevitavelmente Westeros, eles devem fazê-lo com poder devastador, a fim de estabelecer sua credibilidade como uma ameaça ao reino. No entanto, como pode o Norte, nas condições em que se encontra em A Dança dos Dragões – já devastado pela guerra e pelo inverno, dividido pela política e pelos conflitos de sangue, além de amplamente ignorante do perigo para-lá-da-Muralha –, suportaria realisticamente esse ataque? E as casas do norte, assim como os homens, devem sobreviver em número significativo.
Caso contrário, a tarefa de vencer a Batalha da Alvorada recairá inteiramente sobre Dany, seus dragões, quaisquer forças que a acompanhem de Essos e quaisquer senhores do sul que possam ser convencidos a prestar atenção nela. Acho essa uma perspectiva bastante desagradável, sem mencionar tematicamente inconsistente com o título da série, em que apenas os seres inumano feitos de gelo desempenham papéis principais.
Se for verdade, a Grande Conspiração Nortenha tem o benefício de rapidamente unificar o Norte novamente sob o comando dos Starks, que provavelmente serão liderados por Jon como o mais velho e com mais experiência militar aparente. Isso não recupera magicamente as baixas sofridas pelo Norte durante a guerra, nem produz colheitas para alimentar seu povo faminto e com frio (a menos que Sansa conquiste o Vale), mas garante que as Casas do norte viverão para, em minha opinião, participar do objetivo final de ASOIAF.
As bases para um ressurgimento Stark foram lançadas durante Festim e Dança. Os senhores do rio derrotados estão descontentes e os nortenhos mantêm fé nos Stark. Os Frey são párias para inimigos e aliados, enquanto os Lannisters estão em declínio ignominioso; O legado de Tywin compara-se pejorativamente ao de Ned, apesar da conveniência política do primeiro ser elogiada em detrimento do idealismo rígido do último. Parece que a honra muitas vezes ridicularizada de Ned alcançou uma vitória póstuma, o amor misturado com um respeito saudável provando ser uma influência muito mais duradoura sobre as pessoas do que um reino garantido pelo medo e pela força, que não apenas morre com você, mas também transforma seus filhos em herdeiros inadequados .
Além disso, a mera existência de um complô para coroar Jon não significa que ele será rei no norte. Por acaso, acho que o maior problema nos planos que especula-se que os nortenhos têm é que, após a devida consideração, Jon recusará categoricamente a legitimação e os títulos oferecidos. Considerando que ele seja filho de Lyanna e Rhaegar e que isso o põe como o herdeiro Targaryen do trono de ferro antes mesmo de Dany, seria bastante estranho Jon ser formalmente reconhecido como o rei Stark do norte separatista; Um imperativo dramático exige que Jon seja livre para aceitar o governo de todos os Westeros, quer ele o faça ou não. Jon ouvir a intenção de Robb de reconhecê-lo um verdadeiro filho de seu pai é suficiente para completar o arco de personagens discutido na Parte 1, e os Starks sobreviventes se aliariam a Jon, independentemente de como ele fosse estilizado, por ainda serem um alcatéia.
Não há necessidade de provar o vínculo de afeto de Jon e Arya. Ao resolver a disputa pelas terras de Hornwood, Bran prefere nomear herdeiro bastardo de Lorde Hornwood tendo Jon em mente (ACOK, Bran II). Enquanto isso, Sansa ficou completamente desiludida com o futuro como rainha e quer apenas ir para casa em Winterfell, a salvo de homens que desejam seu dote. É irônico, então, que Jon é um cavaleiro direto das canções outrora queridas de Sansa, pois é um príncipe oculto, cavalheiresco e verdadeiro, seu papel confirmado pela execução que fez de Janos Slynt. Não importa as maldades infantis que Sansa fez a Jon para agradar sua mãe e decorrentes de um senso de adequação, ela pensa com carinho nele agora e entende melhor como ser um bastardo o afeta.
Lorde Slynt, o da cara de sapo, sentava-se ao fundo da mesa do conselho, usando um gibão de veludo negro e uma reluzente capa de pano de ouro, acenando com aprovação cada vez que o rei pronunciava uma sentença. Sansa fitou duramente aquele rosto feio, lembrando-se de como o homem atirara o pai ao chão para que Sor Ilyn o decapitasse, desejando poder feri-lo, desejando que algum herói lhe atirasse ao chão e lhe cortasse a cabeça. Mas uma voz em seu interior sussurrou: Não há heróis.
(AGOT, Sansa VI)
-------------------------
[Sansa] havia séculos que não pensava em Jon. Era apenas seu meio-irmão, mesmo assim... Com Robb, Bran e Rickon mortos, Jon Snow era o único irmão que lhe restava. Agora também sou bastarda, como ele. Oh, seria tão bom voltar a vê-lo. Mas estava claro que isso nunca poderia acontecer. Alayne Stone não tinha irmãos, ilegítimos ou não.
(AFFC, Alayne II)
E Rickon?
A procissão passara a não mais de um pé do local que lhe fora atribuído no banco, e Jon lançara um intenso e demorado olhar para todos eles. O senhor seu pai viera à frente, acompanhando a rainha. [...]Em seguida, veio o próprio Rei Robert, trazendo a Senhora Stark pelo braço. [...] Depois vieram os filhos. Primeiro o pequeno Rickon, dominando a longa caminhada com toda a dignidade que um garotinho de três anos é capaz de reunir. Jon teve de incentivá-lo a seguir, quando Rickon parou ao seu lado.
(AGOT, Jon I)
-----------------------------
Bran bebeu da taça do pai outro gole do vinho com mel e especiarias, [...] e se lembrou da última vez que tinha visto o senhor seu pai beber daquela taça.
Havia sido na noite do banquete de boas-vindas, quando o Rei Robert trouxera a corte a Winterfell. Então, ainda reinava o verão. Seus pais tinham dividido o estrado com Robert e sua rainha, com os irmãos dela a seu lado. Tio Benjen também estivera lá, todo vestido de preto. Bran e os irmãos e irmãs tinham se sentado com os filhos do rei, Joffrey, Tommen e a Princesa Myrcella, que passou a refeição inteira olhando Robb com olhos de adoração. Arya fazia caretas do outro lado da mesa quando ninguém estava olhando; Sansa escutava, em êxtase, as canções de cavalaria que o grande harpista do rei cantava, e Rickon não parava de perguntar por que motivo Jon não estava com eles.
– Porque é um bastardo – Bran teve de segredar-lhe por fim.
(ACOK, Bran III)
Jon tem duas vantagens adicionais sobre qualquer pessoa de fora para conseguir que Rickon o obedeça: 1) Fantasma, que pode subjugar Cão Felpudo. 2) Sua semelhança com Ned, de quem Rickon provavelmente se lembra como seu pai de tempos mais felizes. Assim como a semelhança de Sansa com Catelyn leva Mindinho a uma falsa sensação de segurança, a aparência de Jon pode reforçar sua posição como uma figura de autoridade para Rickon.
Em resumo, sinto que há boas chances de que o primeiro ato do rei Bran ou Rickon, da rainha Sansa ou de Arya seja nomear Jon seu conselheiro, confiável acima de todos os outros, e dê a ele o comando estratégico de seus exércitos, ou se não legitimá-lo como um Stark conforme os últimos desejos de Robb. E, francamente, a noção de que Stannis, Mindinho ou Manderly possamem convencer os Starks a uma disputa de sucessão mesquinha quando Jon é claramente o mais qualificado para liderar o Norte em uma segunda Longa Noite me parece implausível, contradizendo a caracterização estabelecida e a dinâmica familiar.
O que me leva à outra objeção comum a todas as variações de Jon como rei. Jon é honrado demais para quebrar seus votos, certo? Também usurpar os lugares de direito de seus irmãos enquanto eles estão vivos!
Lembremos a lição que Qhorin Meia-mão ensina a Jon: "Nossa honra não significa mais que nossas vidas, desde que o reino esteja seguro". (ACOK, Jon VII) No final de Dança dos Dragões, Jon resolveu fazer o que considerava certo e condenar o que as pessoas dizem sobre ele.
– Tem minha palavra, Lorde Snow. Retornarei com Tormund ou sem ele. – Val olhou o céu. A lua estava meio cheia. – Procure por mim no primeiro dia da lua cheia.
– Procurarei. – Não falhe comigo, pensou, ou Stannis terá minha cabeça. “Tenho sua palavra de que manterá nossa princesa por perto?”, o rei dissera, e Jon prometera que sim. Mas Val não é nenhuma princesa. Disse isso a ele meia centena de vezes. Era uma desculpa fraca, um triste farrapo enrolado em sua palavra quebrada. Seu pai nunca teria aprovado aquilo. Sou a espada que guarda os reinos dos homens, Jon recordou-se, no fim, isso deve valer mais do que a honra de um homem.
(Jon VIII, ADWD)
Apesar de sua aparência essencialmente Stark, Jon não é um clone de Ned, o qual, de todo modo, confessou uma traição que não cometeu, a fim de poupar a vida de Sansa e quase completsmente só sustenta a maior mentira da série em nome de Jon (supondo que R+L=J), por muitos anos antes disso. O entendimento de Jon sobre obrigações, juradas ou não, sempre foi flexível, porque sua própria existência é a prova de que o mais honroso dos homens pode falhar em seu dever. Se Ned, seu modelo de comportamento, não pode cumprir seus votos de casamento, como Jon pode esperar ser melhor, já que é um bastardo?
Depois de seu período com Meia-mão e Ygritte, a tarefa sísifa original de Jon, de alcançar padrões de honra impossivelmente altos, transformou-se em uma dedicação firme ao mais alto mandamento da Patrulha da Noite – ou seja, defender o reino contra os Outros. Existem inegáveis complicações emocionais por parte de Jon ao lidar com o Norte, já que ele não pode reprimir totalmente suas preocupações com a família e o lar, mas assumir o comando de nortenhos que não querem dobrar os joelhos para Stannis garantirá que o Muralha receba reforços e suprimentos necessários. Jon consideraria sua honra pessoal mais importante do que isso? Eu duvido.
Isso tudo, é claro, pressupõe que a Patrulha da Noite continue a existir de alguma forma após o fiasco do assassinato de Bowen Marsh, o que de maneira alguma é certo que ocorrerá.
Que a última cena de Jon em Dança dos Dragões faz paralelo com a morte de Júlio César é uma ideia amplamente aceita. Agora, considere que os senadores que mataram César, em vez de salvar a república romana de um tirano, precipitaram sua queda, descobrindo, para seu choque, que o povo não estava particularmente agradecido pelo assassinato de um líder popular, embora cometido em seu nome.
Guerras civis se seguiram, um império surgindo das ruínas. Ainda não se sabe se Jon é Otaviano / Augusto nesta reconstituição na fantasia. Ele tem à sua disposição um exército pessoal – depois de inconscientemente se tornar rei dos selvagens na ausência de Mance Rayder –e um contrato com o Banco de Ferro (ao que tudo indica).
Concluindo, passo a proibir que discussões posteriores a esta teoria de argumentem que uma conspiração para coroar Jon Rei do Norte esteja fora do mão para os (hipotéticos) conspiradores e os pretendentes Stark para Winterfell ou para GRRM, devido a sua aversão crônica a clichês. Ambas as afirmações foram usadas para descartar a teoria sem abordar as evidências que sustentariam a falta de substância, especialmente tendo em vista a maleabilidade de personagens e tropes nas mãos de um bom escritor (o que eu acredito que a maioria dos fãs da ASOIAF confia que o GRRM seja). Todo mundo deseja a ele boa sorte com Os Ventos do Inverno!
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.03.09 01:42 CasaGolden Hodor Cavalo – Episódio 53 – Jon VII, A Guerra dos Tronos

Olhos azuis

Jon Snow e seus novos irmãos, acompanhados do Senhor Comandante Jeor Mormont, encontraram corpos de dois dos seis homens que acompanharam Benjen Stark em sua última patrulha: Othor e Jafer Flowers.
Samwell Tarly observa que os corpos não sofreram decomposição. Além do mais, os cadáveres estavam com os olhos azuis, o que não condizia com os olhos dos homens em vida. Os patrulheiros queriam queimar os cadáveres, mas o Velho Urso queria que o Meistre Aemon examinasse eles antes.

Asas escuras, palavras escuras

De volta à Muralha, Jon recebe olhares estranhos dos juramentados e palavras de apoio de seus amigos e sente que alguma coisa estava errada. Ele descobre que o rei estava morto, mas isso não deixa Jon menos desconfortável, ele sente que algo pode ter acontecido com seu pai, que era um grande amigo do rei.
O bastardo é chamado à presença do Velho Urso que confirma a morte do rei e outra coisa bem pior: Ned Stark estava sendo acusado de alta traição por conspirar com os irmãos do rei morto para usurpar o trono de Joffrey Baratheon.
Jon fica horrorizado com a notícia e se nega a acreditar na acusação dirigida ao seu pai.
Na hora do jantar, Jon é provocado e acaba perdendo as estribeiras.

“E então ouviu a gargalhada, afiada e cruel como um chicote, e a voz de Sor Alliser Thorne. - Não basta ser bastardo, é bastardo de um traidor - dizia aos homens que o rodeavam.
Num piscar de olhos Jon tinha saltado para cima da mesa, de punhal na mão.”
(JON VII, AGOT)

Que arda!

Por castigo, Jon foi mandado para uma cela onde ficaria lá até resolverem o que iam fazer com ele. No meio da noite, Jon acorda e vê o guarda de cela morto e, guiado por Fantasma, decidi averiguar o que estava acontecendo.
Jon vê "uma sombra nas sombras" andando em direção do quarto do Senhor Comandante e quando vai lutar contra a "coisa" percebe que era um dos corpos que haviam encontrado na floresta no dia anterior: o corpo de Othor. Jon corta o morto-vivo várias vezes, mas este não morre. Por fim, com a dica do corvo do Velho Urso, Jon incendeia as cortinas e atira no cadáver.

Momentos mais legais

É muito interessante ver o Sam se provando como alguém que pode ser de muito valor para a Patrulha.
Neste capítulo vemos como Jon desfaz um pouco a imagem imaculada que ele pintou de Eddard Stark. Mesmo não acreditando nas acusações, surgiu um ponto de dúvida.
- Não - disse Jon de imediato. - Não pode ser. Meu pai nunca trairia o rei.
- Seja como for - disse Mormont -, não cabe a mim decidir. Nem a você.
Mas é uma mentira - Jon insistiu. Como podiam pensar que seu pai era um traidor, teriam todos enlouquecido? Lorde Eddard Stark nunca se desonraria... não é?
Gerou um bastardo, sussurrou uma pequena voz em seu interior. Onde está a honra nisso? E a sua mãe, o que lhe aconteceu? Ele nem sequer pronuncia seu nome”
JON VII, AGOT
Flávia Gasi comentou esse trecho:
"Eu amo essa parte porque a gente começa a humanizar o Ned, aquela pessoa que é um grande comandante e etc. Ele não é honrado 100% e ninguém deve ser. Ao mesmo tempo isso mostra um amadurecimento do Jon que começa a ter emoções complexas"
Mikannn:
"É isso, você pode admirar o seu pai sem colocar ele em um pedestal e é isso que o Jon está fazendo agora. Mas ao mesmo tempo vemos aqui um pouco de autodepreciação, porque querendo ou não, ele é a falha do Ned"
Quando Mormont diz a Jon que tentaria convencer a coroa que a Muralha precisava de um homem como Eddard Stark, Jon acha uma injustiça tirar Winterfell do pai, mas se isso custasse sua vida, no final das contas seria legar ter o pai ali com ele. Ele também se demonstra muito preocupado com as irmãs Sansa e Arya por estarem no sul, sozinhas e sem suas lobas.

Um corvo dentro de um corvo

O corvo do Velho Urso parece saber exatamente a maneira de matar o morto-vivo. Há teorias de que o Corvo de Três olhos é quem vive wargando aquele corvo para saber o que acontece na Muralha.
“A chama tremeluziu e quase se extinguiu. "Arde!", grasnou o corvo. "Arde, arde, arde!"
(...)
“Jon mergulhou a mão nas chamas, agarrou a cortina ardente e a atirou sobre o morto. Que arda, rezou, enquanto o pano envolvia o cadáver, deuses, por favor, por favor, que arda.”

“Aquilo que amamos nos destrói sempre, rapaz.”

Mesmo tendo limitações sociais como bastardo, Jon abriu mão de outras possibilidades de vida que teria se não fizesse o juramento. Prometeu que não teria outra família além dos companheiros da Muralha. Entretanto, percebemos que Jon ama os irmãos imensamente e bem sabemos que esse amor nunca vai se dissolver. Em Dança dos Dragões, é o amor que faz Jon querer sair da Muralha para salvar sua irmã Arya.

A questão da magia da Muralha

Foi discutido no podcast o fato do corpo ter se reanimado dentro da Muralha. As meninas comentaram se pode ter sido um erro do George R.R. Martin que, por se tratar do primeiro livro, ele talvez não havia elaborado de modo mais complexo a parte dos Outros.

Dúvidas

Se a Muralha serve para barrar a magia oriunda dos Outros, por que a magia da reanimação funcionou?
Os corpos já estavam com a magia incubada porém não ativada?
Os Outros fizeram um teste com isso?
Será que o corpo reanimou porque eram homens da Patrulha E/OU porque foram levados por homens da Patrulha até a Muralha e com isso houve uma espécie de “convite/permissão”?
Comentário respondido sobre o capítulo Eddard XIV
Um ouvinte comentou que achou revelador demais o fato do Mindinho ter se revelado um traidor pro Ned Stark. Se ele quisesse ser um grande jogador, tinha que manter as aparências.
As meninas responderam que o Mindinho sempre esteve atrás de vingança e que, a partir daquele momento, já via Ned Stark como um homem morto. Ao ver Eddard se ferrando, Mindinho não tinha mais motivos para fingir, ele estava conseguindo o que queria.
submitted by CasaGolden to Valiria [link] [comments]


2019.09.16 20:39 luizahelenita Ganhar seguidores no Instagram brasileiros através de sistemas.

Ganhar seguidores no Instagram brasileiros através de sistemas.

Ganhar seguidores no Instagram brasileiros através de sistemas.

Ganhar seguidores no Instagram brasileiros com plataformas de automação é muito melhor do que comprar fakes.
Por quê utilizar o Instagram hoje como principal rede social?
Os números do Instagram surpreendem demais, olhe abaixo:
Muito por que os números do Instagram não param de impressionar:
  • Em 2019, o aplicativo de fotos atingiu a marca de 1 bilhão de usuários, passando à frente do Twitter.
  • As postagens no Instagram conseguem 58% a mais de engajamento do que as do Facebook.
  • O país com o maior número de usuários é o Estados Unidos, seguido do Brasil .
  • São feitos mais de 80 milhões de uploads de fotos por dia
  • 70% dos usuários checam seu perfil 1 vez ao dia e 35% várias vezes ao dia.

Mais interações em seu perfil.

Basicamente, para ganhar seguidores, curtidas e interações de forma geral em seu Instagram utilizamos uma estratégia de “dar para receber”.
Ou seja, você interage primeiro e as pessoas retribuem depois. Então uma forma de se alcançar mais seguidores, curtidas e interações é você seguir pessoas, curtir postagens e interagir manualmente com usuários.

E qual o problema disso?

O grande problema disso tudo é que se você tem mais de um perfil ou não tem tempo para dedicar 24h do seu dia para o Instagram, você acaba deixando muitas oportunidades de lado.
Então, pra atingir a plenitude de seu perfil, o ideal é que você automatize algumas funções e tenha seu tempo livre pra gerar um bom conteúdo.
Lembre-se que o seu público irá interagir se gostar do seu post, dessa forma, o seu post tem que acrescentar algo a mais ou se ele for útil de alguma maneira.
Portanto, mesmo que se trate de uma rede social, é de grande valia que você ofereça o melhor conteúdo possível para o seu público, ele tem que ter qualidade e ser interessante, dessa forma será capaz de atrair mais pessoas e estimular maiores interações.

Tenha um estilo definido de conteúdo.

Coisas como usar sempre o mesmo filtro pra manter uma unidade de cor, pensar nos tipos de conteúdo (como por exemplo fotos de comida, paisagens, decoração, look do dia e assim por diante) e entender a sua linha editorial é o que vai fazer você ter um feed padrão. Se você curte fotos minimalistas, aposte nelas.

Conteúdo relevante:

  • Fotos de qualidade.
  • Poste com frequência.
  • Varie seu conteúdo entre linha do tempo e stories.
  • Evite excesso de propagandas.
  • Vá além do comum, seja criativo.

Não Publique em Excesso na linha do tempo.

Vale lembrar que você não deve fazer publicações em excesso. Então, qual seria a quantidade de vezes ideal para se postar no Instagram ao longo do dia? Nós recomendamos a frequência semanal de 3 a 4 posts.

Use os Stories.

Para os Stories, recomendamos que você poste todos os dias.
Crie enquetes e postagens que exijam a participação dos outros usuários para aumentar seu engajamento.
Participe dos Storys de outros amigos, responda enquetes, faça perguntas de acordo com o tema.

Uso dos Directs.

Responda sempre os directs enviados pelos seus amigos pra você de forma a não parecer um robô ou spam.

Como utilizar o gatilho mental da curiosidade para trazer clientes ao seu perfil e aumentar seus seguidores Instagram.

A teoria do intervalo de informação, de George Loewenstein, afirma que quando existe algo que não sabemos porém queremos conhecer, somos fortemente motivados a encontrar a resposta.
E a busca por essa informação, ativa partes de nosso cérebro relacionadas ao prazer!
Se o seu seguidor sentir que precisa daquela informação que só você vai dar, não tenha dúvidas, ele irá atrás para consegui-la.
E o Instagram é uma ótima ferramenta para aguçar os sentidos. Principalmente o da visão!

Use as hashtags de forma correta para ganhar seguidores Instagram.

Se você usar hashtags comuns como #amor #felicidade e #selfie, algumas pessoas irão visualizar o seu post, mas não serão as pessoas que você quer atrair.
Se o seu objetivo é como ganhar seguidores no Instagram que tenham a ver com seu público-alvo, é preciso pensar nas hashtags que mais combinam com ela.

Compartilhe conteúdo de outros perfis do seu nicho.

Compartilhar conteúdo de seguidores, parceiros ou de influenciadores no seu nicho dando os devidos créditos é uma boa forma de se aproximar de perfis importantes. Além disso, há a possibilidade de seu Instagram ser mencionado por esses perfis dos quais selecionou uma foto.

Esteja presente na rede.

A sua presença nas redes sociais é importantíssima na hora de manter o público interessado no seu conteúdo. De nada adianta você seguir todas as dicas, postar fotos incríveis, fazer os melhores comentários e só abrir o Instagram uma vez por semana. Interaja com seus amigos pra aumentar seu engajamento.

Faça conteúdo patrocinado no Instagram.

É possível acelerar seu processo de ganhar seguidores no Instagram por meio de campanhas de marketing na rede social. Nesse sentido, dá para criar conteúdo só para anúncios ou patrocinar conteúdo já existentes no feed e no stories.

Qual a diferença entre ganhar seguidores no Instagram brasileiros reais ou compra de fakes?

Buscando resultados instantâneos muitas empresas e perfis comerciais acabam comprando seguidores no Instagram. Contudo essa aquisição não é algo vantajoso e ainda pode oferecer muitos riscos, prejudicando a imagem do seu negócio.
Ao comprar seguidores você corre o risco de atrair uma série de contas fakes para seu perfil. E isso, além de ir contra as políticas do Instagram, pode prejudicar sua imagem diante dos consumidores reais. Afinal quem gostaria de interagir com uma página com comentários e curtidas de perfis falsos?
Você pode obter um resultado muito melhor utilizando programa para ganhar seguidores no Instagram como plataformas de automação.
Elas executam determinadas funções para facilitar o seu trabalho e não ter necessidade de você gastar seu precioso tempo com partes burocráticas.
O sistema que nós do Blog Estratégia 10k recomendamos, é o Maisgram. Ele é o sistema mais eficaz para obter resultados.
O Maisgram oferece um serviço diferenciado para seu Instagram, aumente sua visibilidade para alavancar seu negócio. Nossa ferramenta vai atrair pessoas que realmente se interessam pelo seu perfil, você escolhe o público e ganha muito mais seguidores no Instagram.
Confira as funções que ele executa abaixo:
– Seguir e deixar de seguir automaticamente.
O Maisgram trabalha por você realizando interações de Seguir e Deixar de Seguir automaticamente.
– Filtro por Sexo ( Ganhe Apenas Seguidores Homens, Mulheres ou Ambos e Reduzindo perfis Comerciais ).
Utilize Perfis para encontrar seu público alvo. Você pode filtrar ainda mais seus novos Seguidores com nosso filtro por gênero. Ganhar apenas Seguidores Homens, Mulheres ou ambos reduzindo perfis Comerciais.
– Visualização automática de Stories pra melhorar o engajamento.
O Maisgram visualiza automaticamente diversos Stories das melhores hashtags brasileiras.
– Auto likes em postagens da sua linha do tempo.
A plataforma automatiza Likes em postagens da sua Timeline.
– Mensagem de boas vindas para seus novos seguidores.
Configure uma mensagem personalizada para ser enviada a seus novos seguidores. Melhore seu relacionamento com os clientes.
– Relatório de atividades.
Você pode acompanhar diariamente todas as ações executadas pela nossa plataforma.
Todas essas funções ajudarão seu perfil a turbinar o alcance da sua rede social.

Quais os resultados que o Maisgram para ganhar seguidores no Instagram proporciona?

  • Aumento da visibilidade da sua marca.
  • Conquista de novos seguidores reais e segmentados.

Fuja dos fakes!

Com o Maisgram eu estou comprando fakes?

De jeito nenhum. Com o sistema Maisgram para ganhar seguidores no Instagram brasileiros não trabalhamos dessa maneira e não recomendamos essa prática, pois no fundo você estará se enganando, criando uma base de seguidores spam e likes “fake”. Outra razão é que de tempos em tempos o Instagram simplesmente apaga todas as contas spams e você perderá todos esses seguidores e likes “fake”.

Preciso passar minha senha para a plataforma de ganhar seguidores no Instagram brasileiros?

Sim. Para iniciar o uso do sistema Maisgram para ganhar seguidores no Instagram brasileiros é necessário você passar seu login e sua senha. O sistema é totalmente seguro, possuímos um sistema criptografado ssl em nosso servidor.
Quando encarado como parte do trabalho de marketing, um perfil no Instagram cresce e traz excelentes resultados! Afinal, é uma ferramenta que permite ser mencionado, criar relacionamentos, conhecer melhor sua audiência, inspirar e criar oportunidades.

Existe teste grátis no sistema para ganhar seguidores no Instagram brasileiros Maisgram?

Sim, o sistema para ganhar seguidores no Instagram brasileiros Maisgram oferece um teste grátis por 3 dias, sem compromisso.
A configuração é bem intuitiva e a plataforma oferece suporte por WhatsApp pra facilitar a resolução de dúvidas.
Basta CLICAR AQUI e testar grátis agora mesmo por 3 dias.
Blog Estratégia 10k.

seguidores instagram
submitted by luizahelenita to u/luizahelenita [link] [comments]


2019.07.07 23:07 almofarizdosombra Feedback sobre texto

Nos últimos tempos, tenho andado a escrever uma pequena história e gostava de ter algum feedback. Já mostrei a alguns amigos, mas queria obter outro tipo de feedback menos parcial. O objetivo não é necessariamente publicar, mas também melhorar e aprender algumas coisas. Deixo aqui os primeiros três capitulos. É um romance dramático. Desde já obrigado a quem tirar um pouco do seu tempo para ler. Qualquer tipo de feedback é apreciado.

I
Sempre Bem
Sinto o seu cabelo suave enquanto lhe acaricio a cara lisa e macia. E linda. Muito linda. Aqueles cabelos sempre foram a minha perdição. Pretos, encaracolados, macios e cuidadosamente bem tratados. Mas não se pense que sou fraco, afinal até os homens mais fortes têm fraquezas. Vide o exemplo do Super Homem, individuo possuidor de uma super força, uma super velocidade, invulnerável até à mais poderosa bomba nuclear. Exceto à kryptonite. Com as devidas diferenças, eu acredito que sou um Super Homem. E aqueles cabelos são a minha kryptonite.
Ela agarra-me a mão como ninguém sabe agarrar. E mesmo que soubesse, ninguém era capaz de o fazer como ela que emprega toda a sua dedicação, emoção e amor naquele gesto. Amor. Será que ela me ama? Será que eu a amo?
Aproximo-me até estarmos quase colados. Ela está estranhamente calma. Eu estou estranhamente calmo. É como se já soubéssemos o que vai acontecer. Na verdade, não era difícil de advinhar. Há coisas na vida que são inevitáveis como o céu ser azul, depois de sábado ser domingo ou a morte. Mas mesmo nas inevitabilidades, a vida consegue ser imprevisivel. Peguemos no exemplo da morte: toda a gente sabe que vai morrer, mas não sabe quando, como, onde nem porquê. Até há quem já esteja morto e ainda não saiba. Mas eu não gosto de pensar na morte. Eu, qual Super Homem, estou sempre bem.
Os nossos lábios tocam-se ou pelo menos eu acho que sim, mas não tenho a certeza. Não tenho a certeza porque não sinto. Nada. Todo aquele momento inevitável que era suposto ser o pináculo da nossa relação até então, tantos rios que fizemos para desaguar naquele mar e agora estou adormecido. Vem-me à cabeça Let It Happen de Tame Impala.
It's always around me, all this noise, butNot really as loud as the voice saying"Let it happen, let it happen (It's gonna feel so good)Just let it happen, let it happen"
All this running aroundTrying to cover my shadowAn ocean growing insideAll the others seem shallowAll this running aroundBearing down on my shouldersI can hear an alarmMust be morning
É mesmo de manhã. Pego no telemóvel para ver as horas: 7:30. Foda-se, já estou atrasado. Procedo à minha rotina matinal: desligo o alarme; levanto-me da cama; ligo a torneira para aquecer a água; vou buscar a toalha e a roupa interior; sento-me na sanita a pensar na vida enquanto espero que a água aqueça; tomo banho; volto ao quarto para me vestir; como o pão com manteiga e bebo o café que a minha magnífica mãe pôs na secretária enquanto estava no banho; arrumo o PC e o carregador na mochila; ponho os headphones e ligo o Spotify. Tudo isto em meia hora. Não sei se é rápido ou lento, mas já sigo esta rotina há tanto tempo que o faço inconscientemente.
No caminho até ao autocarro, cruzo-me sempre com quatro cães. O primeiro é pequeno e peludo e traz consigo uma certa inocência e fragilidade; o segundo é já bem mais forte e imponente, mas muito calmo e pacífico. Acho que nunca o vi a ladrar ou sequer agitado o que não é muito normal para um cão daquela envergadura; o terceiro é a personificação do ditado “cão que ladra, não morde”; por último, mas não o menos importante, um pouco mais distante dos outros três, está o meu favorito: um pastor alemão de médio porte, tristonho, solitário e carente. Não sei o que se passa com ele, mas, seja a que hora for, está sempre deitado no chão no mesmo cantinho a olhar para a pequena porta gradeada à sua frente, esperando uma alma caridosa que passe para lhe dar o carinho que ele necessita. E eu bem tento, mas ele não me deixa. É bem jogado, eu não sou de confiança. Dejá vu. Tenho tanta pena dele que até já pensei em raptá-lo para lhe dar uma casa em que ele seja amado. Até comentei isso com ela.
Nós falamos tanto. Não me lembro da última semana que passei sem falar com ela, seja por mensagens ou (o meu favorito) pessoalmente. Por vezes estou eu perdido nos meus pensamentos como muitas vezes acontece e dou por mim a pegar no telemóvel e mandar-lhe uma mensagem. Falamos da vida, da morte, do sol, da chuva, do ontem, do amanhã e de cães. Ela tem uma cadela linda. Gosto tanto dela que é o meu wallpaper do telemóvel.
Já cheguei e nem reparei. Faço isto tantas vezes que já é automático. Instantâneo. Às vezes gostava que não fosse assim, que tomasse mais atenção ao que me rodeia, que aproveitasse mais os momentos, mais lentamente. Na verdade, neste caminho rotineiro, só há duas coisas às quais presto atenção e vejo com olhos de ver: cães e mulheres. Os cães iluminam o meu dia e aquecem o meu coração de tão fofos e inocentes que são. As mulheres fazem-me viajar. Por cada uma que passo, reparo nos seus traços, na sua postura, no seu olhar e imagino que aquela pode ser o amor da minha vida. Mas não é. Nunca é. E ainda bem para elas, certamente estão melhores sem mim. Dejá vu.
Chego ao portão e vou buscar o telemóvel para ver qual é a sala. Tenho uma mensagem do Diogo. «Não vens à avaliação?». Foda-se, esqueci-me. Não faz mal, eu safo-me, estou sempre bem.
II
Música Fria
“Isola-se a incógnita no primeiro membro e passa-se tudo o resto para o segundo membro com a operação inversa”.
Olham todos para mim com raiva e inveja. Outra vez.
“Certo, mais uma vez, mas na próxima não quero que sejas tu. Quero ouvir os outros”.
Eu não pedi isto. Eu não tenho culpa. Parem de olhar assim para mim. Enfio a cabeça no caderno e tento afastar os olhares, a inveja e a raiva da minha cabeça. Foca-te. Pensa em momentos melhores. Respira. Quem me dera que a Filipa gostasse de mim. Não, é impossível. De todos os pretendentes, nunca me iria escolher. Quando tens pretendentes muito mais fortes, confiantes e experientes, porquê escolher o mais fraco? Para não falar da beleza dos candidatos que é um fator muito relevante nestas discussões. Aí a diferença é abismal. A única vantagem que tenho é que somos amigos, mas a amizade não conta muito nestas coisas.
Dou por mim a resolver o resto dos exercícios. Já é automático. Instantâneo. Para mim, a matemática corre-me nas veias. Quem me dera que fosse assim nos outros aspetos da vida. Quem me dera que todos gostassem de mim. O meu sonho é que um dia toda a gente goste de mim. Vai ser tão fácil viver sem os olhares de julgamento, a inveja, o ódio.
Levantam-se todos, é hora de intervalo. Dez minutos a respirar ar fresco enquanto dou voltas à escola. Apesar de tudo, uma pessoa tem que se manter em forma. Se passo o dia numa sala e as aulas de educação física são o que são, como é que é suposto manter a forma física? Além disso, não tenho mais nada de interessante para fazer. Os temas de conversa são aborrecidos, não aprendo nada. E se não estou a aprender ou a evoluir é uma perda de tempo. Encontro a Filipa ao voltar para a sala. “Vais ficar hoje?”. Hoje é a reunião dos pais e normalmente a turma toda fica lá fora à espera deles. É melhor que ficar em casa sozinho com fome à espera que a tua mãe volte para te fazer o jantar. Assim pelo menos posso comprar um Snickers na máquina para enganar a fome. “Não sei.”. “Fica. O que é que vais fazer em casa sozinho?”. Eu já sabia que ia ficar. Estava só a fazer um teste para ver se ela se importava.
As aulas da tarde são sempre a mesma coisa. O que é habitualmente uma turma irrequieta, está agora apática.
“Dom João quarto casa com Luísa de Gusmão a 12 de janeiro de 1633”.
Quem me dera viver nesta época. Era tudo tão mais fácil. Evitava-se todo este jogo para descobrir se aquele era realmente o amor da tua vida, se vale a pena continuar, se vale a pena tentar ou se o amor da tua vida existe sequer. Simplesmente combinavas com outra pessoa que iam ser o amor das vossas vidas. Dava jeito a toda a gente. Evitava-se todo o tipo de confusões, dramas e lamúrias. Há quem diga que isso é que traz a magia às coisas. Eu digo que é uma merda. No modelo antigo, pessoas como eu podiam ser felizes. Assim, a possibilidade é bastante baixa para não dizer nula.
“Qual é a tua música favorita?”, pergunta-me a Filipa enquanto vejo a mãe a passar.
“Não gosto de música”.
“O quê?! Nunca conheci ninguém que não gostasse de música. É impossível. Toda a gente gosta de música.”.
“Eu não gosto”. Desta vez não estava só a tentar ganhar a atenção dela, é mesmo verdade, não gosto de música.
“Vou-te mostrar uma música.”. Olha para o telemóvel e põe uma música. Até não é má.
“É uma música fria”.
Ri-se. “És estranho.”. Diz isto enquanto me olha nos olhos. “Olha quero pedir-te um favor.”.
“Diz”.
“Ando a ter algumas dificuldades com matemática e pensei que tu me podias ajudar. Podíamos aproveitar este tempo e tu vinhas a minha casa fazer os TPC’s comigo. Que achas?”.
Ela não tem dificuldades a matemática. Pelo menos nunca aparentou ter até agora. Ou será que tem? As aparências iludem. “Pode ser”.
Sorri. “Vamos então.”.
É a primeira vez que alguém me convida para a sua casa. Não sei o que esperar, mas vai ter que ser rápido senão a minha mãe preocupa-se. Provavelmente consigo fazer aquilo tudo em dez minutos sem problema.
Afinal é isto. Mesmo que me tivessem dito que ia ser assim, que era disto que devia estar à espera eu não acreditava. Olho para o meu lado esquerdo e vejo a Filipa um bocado abatida. Compreensível. Se para mim foi anticlimático, imagino como terá sido para o outro lado. Tenho que dizer alguma coisa para tentar mudar este momento.
“Gostei da música que me mostraste. Põe outra vez.”. Vejo-a levantar-se, pegar no telemóvel e pôr a música. Acho que resultou. Pelo menos para mim o ambiente está melhor.
III
Tem de Ser
Estico-me para chegar ao telemóvel. “Posso meter uma música?”. Incrível como passados estes anos todos ainda continuo a ter os mesmos hábitos.
“Claro.”. A Sofia olha para mim como se aquele fosse o melhor momento da sua vida e eu fosse o principal responsável por isso. Chego-me perto para retribuir. Beijo-a ao som da Musica Fria. É um bom momento. Por alguns instantes, engana-me. Mas não é ela.
Volto ao telemóvel e abro as mensagens. Já não lhe mando uma mensagem há muito tempo. «Olá». Ela já sabe como isto funciona. Daqui a umas horas, vai-me responder e vamos falar da vida, da morte, do sol, da chuva, do ontem, do amanhã e de cães. Talvez até tenha sorte e receba alguns vídeos da cadela dela.
“Na quarta saio mais cedo. Podias vir aqui.”. A Sofia quer demasiado. É sempre aqui que as coisas começam a descambar. A minha vida amorosa é um ciclo vicioso. Começa sempre no verão e com ele vem uma sensação escaldante, uma energia renovada, a vontade de fazer mais e melhor a cada dia que passa. É por esta fase que ainda não desisti. É por isto que quase vale a pena. Sorrateiro, mas sem piedade, chega o outono. As folhas verdes e viçosas que antes emanavam esperança, estão agora castanhas e cansadas espalhadas pelo chão. É aqui que percebo mais uma vez que ainda não é esta. Não é ela. Aquilo que fazias no verão já não o consegues fazer. É demasiado frio. Agasalho-me para me sentir um pouco mais quente e preparar o inverno. Chega o inverno rigoroso. Todos os anos chega de rompante, sem avisar, sem dó nem piedade. Deixa-me a tremer de frio. Já não faço nada do que fazia no verão, só me apetece ficar em casa à espera que passe a tempestade. Lentamente, chega a primavera. Sinto um cheiro a ilusão no ar, há uma esperança renovada, uma certa vontade de voltar a repetir tudo à espera que desta vez o resultado seja diferente.
Repetir a mesma coisa vezes sem conta à espera de um resultado diferente: a definição de loucura. Todos os génios têm um pouco de loucura e eu, como génio que sou, não fujo à regra. Como génio a minha primeira invenção será um sistema de emparelhamento de casais. Nada dessas aplicações de encontros que há por aí. Nada disso. O meu sistema vai oferecer uma probabilidade de 99,9% dos participantes encontrarem o amor da sua vida. Para isso, os candidatos terão que passar por várias relações com término definido, a fim do algoritmo estudar as suas reações nesse espaço de tempo e também ao término inesperado da relação. Ah sim, esqueci-me de dizer que nenhum deles vai saber quando a relação acaba, isto para fazer com as reações sejam genuínas, com o objetivo de obter dados com a maior credibilidade possível. Também não vão saber quantas relações terão que passar até atingir o tão esperado amor da sua vida ou quanto tempo isso vai demorar. Agora que penso, se calhar este sistema já existe. Se calhar eu estou neste sistema. Se calhar estamos todos neste sistema. Se estivermos mesmo, eu sou a anomalia estatística. O 0,1%. A margem de erro. Não se pode ter sorte em tudo.
“Claro, achas que não ia aproveitar mais uma oportunidade para estar contigo?”. Tretas. Mentiras que eu repito na minha cabeça para me fazer acreditar que é mesmo verdade quando já sei o desfecho desta história.
Ah!, aquela última semana de verão. Acho que desta vez vou já fechar-me em casa no outono. Parece-me que este vai ser rigoroso.
Vejo-a passar no corredor. Ela repara em mim e vem dar-me um abraço. Adoro estes abraços. Ela abraça-me como ninguém sabe abraçar. E mesmo que soubesse, ninguém era capaz de o fazer como ela que emprega toda a sua dedicação, emoção e amor naquele gesto. Amor. Será que ela me ama? Será que eu a amo?
“Estás bem?”.
“Estou sempre bem, já sabes.”.
Vou ao bolso e tiro aquelas bolachas que ela gosta. Dou-lhe uma e começo a comer a outra. Adoro ver aquele sorriso que ela faz quando lhe dou a bolacha. É como se soubesse o que aquele gesto significa para mim.
“Não pareces bem.”.
Ela conhece-me demasiado bem. Demasiado até para o seu próprio bem.
“Mas estou, acredita. E tu?”.
“Já estou melhor. Um dia de cada vez.”.
Fico triste que ela não consiga ser 100% feliz. Se há pessoa que o merece é ela. Gostava de fazer mais por ela, mas não posso. Não consigo. Dou-lhe um beijo na testa e sigo para a aula.
«Hoje vou fazer aquela massa que tu gostas <3». A Sofia faz questão que eu não me esqueça dos nossos compromissos. Olho lá para fora e sinto o outono a chegar. Há uma certa beleza e tranquilidade nesta parte. Apesar de saberes que vêm aí tempos mais frios, ficas de certa forma contente porque tens a consciência do que está a acontecer. Assim, evitas ser apanhado de surpresa e, de repente, ficas sem tempo para te agasalhar. E tu não queres isso. Não queres, porque é assim que ficas doente.
Estou cá fora a fumar um cigarro enquanto olho para a porta. Porque é que estou a fumar? Eu só fumo quando estou stressado. Ou será que isso é uma mentira que eu repito para mim mesmo até acreditar, como tantas outras? Mas esta tenho quase a certeza que é mesmo verdade. Eu passo meses sem fumar até que um dia decido fumar um cigarro. Nestas fases nunca fumo mais do que um maço. Eu nem me apercebo quando elas começam porque não é sempre no outono. É como se o meu corpo dissesse que precisa de nicotina e eu lhe desse o que ele quer. Como muitas coisas na minha vida, já é automático. Instantâneo. Lucky Strike. Reza a lenda que tem este nome, porque, antes da marijuana ser ilegal, alguns maços continham um cigarro de marijuana como bonus.
Já chega. Pára e vai fazer aquilo que vieste aqui fazer. Toco à campainha. Se demorar muito, vou embora. Está calado, faz-te homem. Tem de ser. Há coisas na vida que tem mesmo de ser. É como se costuma dizer: o que tem de ser, tem muita força. Tanta força que me consegue empurrar escada acima, até ao quinto direito, para fazer aquilo que eu não quero fazer. Mas tem de ser.
Recebe-me com aquele sorriso que fazia derreter o coração de muitos. És tão boa para mim, Sofia. Foste tão boa para mim, Sofia.
Oh, I have been wondering where I have been ponderingWhere I've been lately is no concern of yoursWho's been touching my skinWho have I been lettingShy and tired-eyed am I today
Sometimes I sit, sometimes I stareSometimes they look and sometimes I don't careRarely I weep, sometimes I mustI'm wounded by dust
Nada dói mais do que o som duma porta a fechar. O impacto foi tão forte que caí para trás. Fico sentado encostado à parede a olhar para aquela porta que se acabou de fechar. Mais uma. Passa mais uma. Eu não quero saber, podes olhar. Sim, estou aqui no chão a chorar enquanto olho para a porta da mulher que acabei de rejeitar. Algum problema? O único problema aqui é tu não seres ela. Quem me dera que fosses. “É ela, não é?! Eu já sabia!”. Ela não te diz respeito, por isso, quando falares dela, falas com respeito. Era o que devia ter dito, mas eu sou fraco. Nestas questões, sou fraquíssimo. Mas se até o Super Homem tem uma fraqueza, eu também posso ter. No entanto, o que é o Super Homem sem o amor? Podes ser o imperador do mundo inteiro, da galáxia inteira, mas sem amor não és homem nenhum, quanto mais Super Homem.
E se eu me atirasse daqui? Será que morria? Se eu morresse, ninguém ia querer saber. Só ela. E mesmo ela ia ficar triste inicialmente, mas depois ia passar. Até é melhor para ela, evita-se a inevitabilidade a que todas as minhas relações se destinam: fracasso. Todas as amizades, todos os namoros acabam por dar mal de uma maneira ou outra e o pior é que sugo sempre um bocado da outra pessoa comigo. Prefiro não estar cá para ver isso acontecer com ela. Até agora pensei sempre na razão de eu ter tanto azar, afinal eu sou boa pessoa. Agora percebi finalmente. Só há uma possibilidade, um denominador comum, uma pessoa em falta: eu.
Chegou a hora de eliminar os denominadores, mas antes disso tenho que lhe deixar uma mensagem para ela saber o quão boa foi para mim. Desculpa.
submitted by almofarizdosombra to portugal [link] [comments]


2019.07.02 05:52 samuk190 Porquê o exame psicotecnico do detran é besteira e porquê o exame teórico é fail total. A verdade que nunca te contaram

Bom eu passei no psicotécnico com relativa dificuldade, no palitinho fiz um risco onde n deveria
e no triangulo fiz até a metade(como possuo ensino superior é necessário fazer +)
como os dois testes q eu fiz deu merda ela me colocou numa sala separada para fazer um teste de raciocinio lógico
como acertei + de 90% ela deixou fazer o reteste em outro dia com custo zero.

Ai eu fiquei pensando, vou fazer o reteste no foda-se(leia os spoilers)

e num é que deu certo?fui na velocidade da luz e marquei todos os triangulos (percentil de acerto de 80%)
e no do palitinho deu mais de 700 palitos.
>!Agora vem a minha opinião:
  1. A psicologa estava indo em carteira em carteira olhar e falar FAÇA MAIS RAPIDO, MAIS RAPIDO!<
toda hora, isso dá uma certa desconcentração no teste e uma pressão.

2)A psicologa não falou quantos minutos era para fazer o teste, eu bunito achei q era uns 15 minutos, ai nao fui tão rápido(ou no modo foda-se)

Sobre o 1), está certo que em situações de transito você tem que saber lidar com a pressão, seja o cara da frente fazendo cagada e tal, entretanto tem um grave problema aqui: A mente das pessoas mudam com o tempo e no mundo moderno muda até mesmo de ano em ano, as pessoas desenvolvem doenças, stress, etc. Ou seja o exame é inútil, pois mesmo que a pessoa apresente um grau de irritabilidade elevado, outra pessoa super zen também pode alcançar esse mesmo grau com muita facilidade.
No meu caso eu estava irritado, pois tive que acordar cedo para ir fazer o reteste sendo que eu poderia estar dormindo, ou até mesmo fazendo um churrasquinho, e mesmo assim passei, eles querem números, apenas.
Ou seja é necessário pensar em uma solução e não em um filtro. O exame de atenção também é inútil pois você precisa ter uma atenção elevada para não cair nas pegadinhas da prova teórica e passar no exame prático.

Já sobre o curso teórico, apesar de estar fazendo em uma boa auto escola, o curso não contempla o mínimo na minha opinião, e é imprescindível estudar pela internet, não pelo exame mas pela sua segurança.
Basicamente os estudos no cursinho são divididos em
0)Ministrar as aulas de forma a exclusivamente passar no exame teórico, decorar questões ou frases.
1) Mostrar fotos/videos de acidente(grande parte da aula defensiva é isso, inclusive mostrando acidentes que são inevitáveis(no ponto de vista do bom condutor) ou relatos de acidentes inevitáveis(no ponto de vista do bom condutor))
2)Contar histórias de transito, até hoje não sei o objetivo, botar medo no aluno?
3)Aplicar "prova" de 15 questões sobre a aula. ( Como não gabaritar ou acertar no minimo 90%??? e tem gente que acerta menos de 70%!!!!!)

As pessoas deveriam saber que deve-se aprender as leis para ter maior segurança ao dirigir, e não para passar numa prova.

Na minha opinião mostrar videos ou fotos de acidentes só colocam medo no aluno, esse medo que se transforma em nervosismo na fase do exame prático. É obvio que se precisa ter responsabilidade, respeitar as leis de transito,pensar no outro que está dirigindo e pensar em prevenir acidentes, entretanto em nada é útil mostrar videos ou fotos de acidentes pois isso a gente já vê todo o dia na tv, e hoje em dias as pessoas esquecem em menos de 1 hora e voltam a fazer MERDA.
Um exemplo disso é que na rua do cursinho, tem várias auto escolas, e um batalhão da policia e advinha ? o pessoal desrespeita as leis na cara dura, não dá seta, para na faixa de pedestre nessa mesma rua.
Moral: Ver acidentes virou algo tão normal que as pessoas não ligam mais e não existe um efeito conscientizador em mostrar esse tipo de violência.

Isso para mim só acrescenta medo no aluno, fazendo ele se tornar mais propenso a ficar nervoso e reprovar e achar que é incapaz de dirigir e ficar com(mais) medo de machucar alguém(A auto escola agradece, LUCRO $$).
***UM MAL CONDUTOR NUNCA TERÁ MEDO NAS RUAS(somente do exame prático/radaagente).

A consciência se dá por meio da educação e não pelo medo. É necessário mostrar que o Brasil necessita de bons condutores incentivando a formação desses como sendo peça essencial para o sistema criando um certo tipo de orgulho por seguir as regras certinhas.. ensinar as leis de transito desde a época da escola é essencial e o amor ao próximo colocando as pessoas em situações reais.

Também o que falta é por exemplo lidar com erros, um motorista pode dar seta errada sem querer, nesse caso a atitude correta é esperar e sinalizar de novo com o braço/seta correta e/ou buzinar para chamar a atenção do motorista de trás. e caso tiver feito a merda na frente, pedir perdão/desculpas ao motorista de trás. Não dá para voltar atrás dos seus erros.

Uma coisa que aprendi é que quando você faz as coisas que gosta a atenção sobre essa coisa aumenta MUITO, se você se sente seguro no seu veiculo, gostando de dirigir de forma correta, além de bom condutor você estará prevenindo acidentes.. Tem que gostar a ponto de nem ficar atentado a olhar para o celular. (Celular é uma das maiores causas de acidente)

Acho errado existir Permissão para dirigir, pois isso bota medo no recém formado condutor.
Como assim? bom, se o recém formado não dirigir durante 1 ano ele obtêm a CNH e isso é 100% de certeza.
Como ele vai melhorar na direção sem dirigir?sem práticar? Se ele cometer alguma infração grave( Não dar seta no veículo é considerado infração grave, conforme o art. 196 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira. )vrau..
duas médias então? vrau... ou seja isso só incentiva o cara a não dirigir ou só dirigir em vias locais sem fiscalização. Pois depois que pegar a CNH definitiva ele poderá cometer o mesmo erro 3 vezes(enquanto que ele perde o direito de dirigir se cometer 1 vez com a provisória) em um período de 1 ano.
Enfim fica os questionamentos, sobre o exame prático é isso, ir fazer a prova com foco sem medo e com segurança! Para quem está nervoso com essa etapa, pense que o detran cobra o mínimo para você dirigir com segurança, e que você deve ficar bem tranquilo em todas as situações se não passar?toca o foda-se e tente de novo vendo os seus erros.


A MINHA OPINIAO NAO E VERDADE ABSOLUTA, DEIXEM A DE VOCÊS ABAIXO
submitted by samuk190 to brasil [link] [comments]


2019.04.24 02:30 Spookycliquebr Twenty One Pilots para a NME [traduzido]

As filiais da B&Q em Birmingham devem estar fazendo um grande comércio de fita adesiva amarela. Fora do Resort World Arena da cidade, em 27 de fevereiro, os adolescentes estão aplicando-o avidamente ao uniforme verde do exército. À medida que mais tropas descem - com lenços de pescoço amarelos usados ​​como máscaras - é como um elenco para uma versão júnior de The Purge.
Os espectadores podem ser perdoados por presumir que uma demonstração Anônima vai acontecer, mas esta é a Skeleton Clique, superfanbase ferozmente dedicada de Twenty One Pilots, esperando do lado de fora do local seis horas antes do duo de Ohio estar no palco para dar o pontapé inicial no Reino Unido de sua gigantesca Bandito Tour.
Eles fizeram meticulosamente cosplay dos uniformes do vocalista Tyler Joseph e do baterista Josh Dun na arte e vídeos apocalípticos de seu último álbum, "Trench". Alguns se sentam esboçando fotos de seus ídolos. Um aperta um banner estampado com as palavras "VOCÊ SALVOU MINHA VIDA".
É apropriado, porque Twenty One Pilots - com seus principais temas de insegurança, saúde mental e fé - é uma banda perfeita para salvar a vida, uma referência para aqueles que acham que ninguém os entende.
No papel, no entanto, eles são desafiadoramente estranhos. Com "Trench", eles criaram um mundo mítico de alto conceito - que pode confundir até mesmo os roteiristas de Lost. Vagamente, sua trama diz respeito a uma cidade alegórica chamada Dema e os nove bispos ditatoriais que impedem seus habitantes de escapar - e a força rebelde de bandidos que buscam libertá-los. Mas há muito mais do que isso.
Longos sub-threads Reddit são dedicados a decodificar significados ocultos em músicas e decifrar pistas em cada peça de mídia que a banda lança. Há muitos ovos de páscoa: por exemplo, o nome completo de 'Nico' da música 'Nico e os Niners' - um grande inimigo - é Nicolas Bourbaki, que é o pseudônimo coletivo para os cientistas que inventaram a notação de zero - o ø usado na marca de twenty one pilots.
Musicalmente, eles são igualmente pouco convencionais: uma geração Spotify pós-gênero mistura de estilos que facilmente se exercitam através do rap, reggae, R&B, prog, electro-pop, indie - basicamente, eles voltaram a mão para tudo “Canto da garganta mongol”. No entanto, de alguma forma, é verdade que "Blurryface" - seu quarto álbum inovador - enviou o duo estratosférico em 2015, permitindo que o baterista Josh Dun fizesse seus backflips de marca regristrada nos maiores palcos do mundo.
Nos bastidores da arena, os assistentes [de palco] estão montando a elaborada e visualmente espetacular produção de Bandito, que envolve um carro em chamas, e dublê [de corpo] que permitem que um Tyler vestido de capuz desapareça e reapareça, como Houdini, no meio da música, em diferentes partes da arena.
Versões de brinquedos peludos do Ned - o personagem CGI gremlin que eles introduziram recentemente no vídeo "Chlorine" - sobre os alto-falantes. Quando nós primeiro pegamos um vislumbre de Josh - conhecido por suas acrobacias - ele está tocando bateria de ar e fazendo piruetas no ar para suas próprias músicas. Mais tarde, ele e Tyler brigam com os aspiradores de pó que estão sendo usados ​​para aspirar o palco.
Mas eles têm foco de laser. Na música de "Trench", "Bandito", Tyler canta: "Eu criei este mundo para poder sentir algum controle", e você acha que isso se estende a todos os aspectos da banda. Sua pequena equipe de proteção vem de sua cidade natal, Columbus, e tudo o que a NME faz com a banda acontece sob o olhar atento de seu círculo íntimo.
Durante nosso bate-papo de 70 minutos, o gerente da turnê está parado na porta do camarim, aumentando a sensação de que você pode ser transportado para um bunker, emergindo meses depois, reprogramado e enrolado em uma fita adesiva amarela.
Felizmente, a banda é charmosa e solícita. O principal compositor, Tyler, vacila de ser intenso a imbecil ("Nós passamos tanto tempo juntos, eu sinto que sei tudo sobre John", ele brinca com Josh).
Quando ele está dizendo algo revelador, evita o contato visual. Josh é seu lastro lúdico, tendendo a sentar em silêncio e participar apenas quando há uma piada. Nem xinga - nem sequer uma vez. Tendo vindo direto de uma sessão de autógrafos do HMV, Tyler está preocupado com sua voz. "Eu tentei não falar com nenhum deles, mas não posso evitar", diz ele. "Eu fico tipo: 'Muito obrigado por ter vindo, de onde você veio?'"
Eles parecem ser tocados pelos extremos aos quais seus apoiadores foram. Do lado de fora, os fãs até se agitaram vestidas como "bispos" em roupas vermelhas enquanto na Rússia, roupas de banana apareceram na multidão - uma piada sobre como Tyler e Josh, ambos com 30 anos, têm aversão à fruta.
"Nós fornecemos apenas alguns pedaços da inspiração, mas eles são os únicos que se tornaram o motor da coisa toda", diz Tyler. Além de Tyler uma vez "ficar na fila por oito horas, quando The Killers tocou minha cidade natal", nenhum deles foi a extremos extraordinários para seus grupos favoritos. “Nós desejamos que o nível de cultura dos fãs estivesse por perto quando éramos mais jovens”, observa Josh. "Porque muitas dessas histórias sobre como essas pessoas se conheceram e como elas se tornaram melhores amigas quando estão esperando na fila por horas e dias são inspiradoras e legais."
"Blurryface" tornou-se o primeiro disco da história a ter cada uma das músicas certificadas pelo menos em ouro. Quando eles colecionaram o Grammy em 2017 para Melhor Performance de Pop Duo / Grupo para o single "Stressed Out" (batendo Rhianna e Drake, e Sean Paul - um homem que os descreveu como "o novo Nirvana"), eles tiraram seus boxers em o caminho para o palco, lembrando-se de como uma vez eles assistiram ao show de premiação em suas calças em Columbus e disseram: 'Se algum dia ganharmos um Grammy, deveríamos recebê-lo assim'.
É indicativo de sua ambição. Tendo formado Twenty One Pilots como um trio na universidade em 2009, Tyler recrutou Josh e perdeu dois membros em 2011. “Desde o início, tínhamos grandes visões e sonhos de onde queríamos estar, então nada nos pegou de surpresa”, diz Josh , imperturbável. "O que seria mais surpreendente para as pessoas é quantas vezes nos olhamos e dissemos: 'Sim, é exatamente isso que imaginamos e o que vimos'.
Durante o ciclo "Blurryface", eles se lembram de vender pequenos clubes, teatros e arenas no mesmo ano. "Quando você diminui o zoom, você pode pensar: 'Ah, isso foi muito louco'", diz Josh. "Mas nós estávamos em turnê desde 2011 tocando em shows todas as noites, então você está perto demais para perceber isso. É como quando seu tio, que não o viu por um ano, chega e diz: "Você ficou muito alto".
As coisas mudaram, no entanto. Questionado sobre quem é o contato mais famoso em seu telefone, Tyler passa pela sua lista de contatos antes de parar em Chris Martin ("Isso é incrível de dizer em voz alta", ele ri) - o vocalista do Coldplay certa vez deixou uma mensagem de voz sobre a banda. Josh responde: Eu cresci ouvindo uma tonelada de Blink [182], então pensar que nos últimos anos eu me tornei amigo de Mark [Hoppus], é surreal. Quando eu era adolescente, eu nunca teria imaginado que iria trocar mensagens com ele.
Em outubro, quando lançaram 'Trench' - após um apagão de um ano sem envolvimento de mídias sociais ou shows, e uma trilha secreta para os fãs seguirem levando ao seu anúncio - ele só foi derrotado nas paradas por Lady Gaga e Bradley Cooper, com ‘Nasce Uma Estrela'.
Você pode argumentar que é igualmente cinematográfico: as pessoas sugeriram a Tyler que eles deveriam expandir suas promessas distópicas em um longa-metragem. "A intenção nunca foi, 'vamos escrever um disco que tenha força suficiente para se transformar em uma série da Netflix', mas é legal saber que criamos algo com substância suficiente para sabermos que essa pergunta está sendo feita", ele nega.
Além disso, embora camuflada na fantasia, e a mitologia Dema, com suas referências a religiões antigas como o zoroastrismo, "Trench" é, na verdade, uma dissertação sobre saúde mental do final de vinte anos. Nas composições, como nas conversas, Tyler diz suas coisas mais interessantes quando ele não olha nos seus olhos.
Tendo a narrativa preparada “durante anos”, ele tentou introduzi-la em “Blurryface”, cujo personagem principal é uma personificação de sua ansiedade e insegurança. Durante esse tempo, ele até se apresentou com as mãos e o pescoço revestidos de tinta preta - para representar o aperto tóxico de sua ansiedade. A maneira como ele descreve "Trench" é semelhante a um mapa psicanalítico do Google.
"É sobre usar a arte de contar histórias para entender melhor um problema muito menos fantástico que está navegando em sua própria psique e dando a ela um destino e lugares que você deve e não deve ir e os personagens que deve evitar. E isso pode ser encontrado dentro da luta de cada pessoa ”, diz Tyler.
"É interessante que 'Blurryface' - onde criei um personagem que representa tudo o que eu não gostei de mim mesmo e tudo o que estou tentando superar coincidentemente foi o álbum que realmente aconteceu para nós", continua ele. “O fato de sermos forçados a revisitá-lo todas as noites é uma lição valiosa em suas próprias inseguranças pessoais: você trabalha com isso, tenta superá-lo, mas nunca é algo que você pode simplesmente deixar de lado e se separar”.
Um trio de músicas em "Trench", Tyler se vê totalmente demitido e existe "fora da mitologia da série Netflix", como ele diz. 'Smithereens' é uma canção de amor bonitinha, dirigida por ukulele para sua esposa, Jenna Black, com quem ele se casou em 2015. 'Legend', entretanto, é uma homenagem ao seu avô, Bobby, que apareceu na capa do álbum de 2013 'Vessel 'ao lado do avô de Josh. Ele começou a escrever a faixa quando a demência de Bobby começou, mas seu avô faleceu em Março do ano passado, antes que pudesse ouvi-la.
Tyler: “Eu menciono nas letras: 'Eu gostaria que ela tivesse te conhecido.’ E eu estou falando da minha esposa, porque quando ela começou a aparecer, ele ficou pior. Ele costumava ser tão espirituoso e iluminava um quarto e mudava a dinâmica social de qualquer situação, e há centenas e centenas de histórias clássicas, mas quando ela chegou, ele estava indo depressa. Ele era imprevisível, não lembrava os nomes das pessoas, o que era um novo tipo de dor.”
Seus olhos parecem lacrimejar. “Meu pai me contou um momento no final - onde ele se lembrava do meu nome - e perguntou: 'O que o Tyler está fazendo?'. Ele sempre perguntava e meu pai tentava explicar: "Ele está em uma banda, toca música". E ele disse: "Bem, eu quero ouvir uma música".
E isso foi antes de eu escrever qualquer coisa para "Trench". Meu pai está dirigindo o carro e ele continua insistindo: "Bem, eu quero ouvir uma música!". E meu pai não tinha nenhuma música no carro. Por puro desespero, ele liga o rádio e agita o dial algumas vezes e uma de nossas músicas está ligada e ele pode dizer: "Lá - aí está ele e esta é a sua música".
“E assim, de uma maneira estranha, você pode pensar em todo o sucesso e reconhecimento que tivemos, foi apenas para preencher uma pequena história onde meu pai foi capaz de mostrar ao meu avô a música que eu escrevi naquele momento no rádio."
Em ‘Neon Gravestones’, tipo Post Malone, Tyler corre contra a alegoria de alguém tirando a própria vida de alguma forma "glamourosa" em vez de uma tragédia, cantando: "Na minha opinião, / Nossa cultura pode tratar uma derrota / Como se fosse uma vitória”, E a fetichização irresponsável do Clube 27 (“ Eu poderia desistir e aumentar minha reputação / eu poderia sair com um estrondo / Eles saberiam o meu nome”).
"Eu estava com medo dessa música", diz Tyler. “Então, essa música é muito preta e branca. Eu trabalhei duro em cada pronome. Porque eu sabia que era um assunto delicado, a última coisa que eu precisava era que alguém entendesse mal o que eu estava tentando dizer. Eu estava com medo de não me esconder atrás da metáfora. Eu entendo que há riscos em ser mal interpretado ou deturpado. Há uma chance absoluta de ofender as pessoas ou parecer desonra, mas eu realmente queria focar nas pessoas que estão aqui para ouvir. Eu queria apontar algo que gostaria de ouvir quando estiver passando por esses pensamentos.”
Tyler aplaude a nova geração de artistas falando abertamente sobre sua saúde mental e desabilitando o estigma. "Eu acho que nossa cultura, quando se trata de suicídio e depressão, deu um grande salto", diz ele. “Estou tão orgulhoso de que a música tenha liderado a capacidade de falar sobre isso tão abertamente, e falar sobre isso é muito importante. Então, de certa forma, eu realmente sinto que há um grande lado disso que tem sido coberto com "vamos falar sobre isso, tipo, você não é louco, não há nada de errado em apenas olhar quantas pessoas passam por isso".
"Trench" culmina com a abrangente "Leave The City", que Tyler descreveu como uma "crise de fé". Tanto ele como Josh foram criados em lares religiosos. O pai de Tyler era o diretor da escola cristã que ele freqüentava; quando Josh era mais jovem, a maioria da música secular foi banida, deixando-o para esconder contrabando de álbuns do Green Day debaixo da cama.
"Um dos equívocos é por causa de onde estamos e do que conquistamos - e porque as pessoas acham que temos um estilo de vida de rock louco - que aprendemos que não precisamos mais de Deus", explica Tyler. "E não é isso."
“Eu sou o tipo de pessoa que precisa desafiar tudo e minha fé é algo que eu sempre passei por temporadas fortemente desafiadoras e uma vez que eu coloquei em teste e vi o que é, eu sou capaz de aceitar isto. Durante 'Trench', houve momentos específicos em que você conseguiu ver onde eu estava em minhas temporadas de desafio e re-aceitação - e eu definitivamente estava passando por um momento desafiador. ”
“A questão é: preciso de Deus? A verdade é que não tenho resposta para isso alguns dias. Alguns dias eu tenho, e porque eu escrevo músicas, eu escrevo letras - você vai me ver entender. Não posso deixar de abordar esses tipos de perguntas porque é por isso que comecei a escrever músicas em primeiro lugar. ”
Essas grandes questões estão à espreita sob o capô de um carro muito brilhante. A razão pela qual twenty one pilots provaram ser tão bem sucedidos comercialmente é porque as próprias canções transbordam de ganchos. Você não precisa saber que "Leave The City" envolve uma crise existencial - ou exige um guia turístico para Dema - para aproveitar o fato de soar como M83 produzindo My Chemical Romance em sua pompa da Black Parade.
O que não pode ser exagerado é o quão divertido é o espetáculo ao vivo de Twenty One Pilots. Hoje à noite, eles se abrem com Josh segurando uma tocha acesa, incendiando um carro, e assistindo a fusileantes de shows de mágica de Vegas, kits de bateria de multidões, homens vestidos de Hazmat borrifando névoa na platéia, confetes e uma competição para encontrar o melhor pai dançarino.
Não é surpresa que Tyler diga que ele é competitivo: como alguém que já foi oferecido uma bolsa de basquete, pode ser. Coloque-o com outra banda e é como hamsters compartilhando uma jaula.
Quando eles assinaram com o emo-citadel Fueled by Ramen - lar dos amigos Paramore e Panic! At The Disco - Pete Wentz do Fall Out Boy levou-os sob sua asa para martelar isso fora deles. "Ele nos mostrou como ser bons irmãos", diz Tyler. "Quando começamos a tocar localmente, você estaria na lista com outras nove bandas. Você queria que eles explodissem, então você viria e roubaria o show. Quando saímos em turnê como o ato de abertura do Panic! e Fall Out Boy, nós tínhamos a mesma mentalidade, mas Pete disse: "Veja todas aquelas pessoas lá fora - vá e faça fãs".
"E eu nunca percebi...", diz ele com total sinceridade e sem nenhum traço de hipérbole em sua voz - "as pessoas poderiam ser fãs de mais de uma banda. Mas estaríamos mentindo se disséssemos que a vantagem competitiva desapareceu completamente. Queremos ser os melhores - e manter todos os outros afastados”.
Enquanto "Trench" foi escrito principalmente por Tyler em seu estúdio no porão em Columbus e enviado para Josh (que agora vive em Los Angeles), seu acompanhamento está sendo escrito na estrada. Ele irá aprofundar ainda mais no folclore de twenty one pilots. "Há um personagem sobre o qual não se fala que desempenha um grande papel e é provável que este seja o próximo passo", diz Tyler.
Josh, por sua vez, tem um casamento para se preparar, tendo se comprometido com a ex-aluna do Disney Channel, Debby Ryan, em Dezembro. Ele brinca que entrará na igreja com solos de bateria. Mas o que há em ambas as mentes é o final da turnê no Reino Unido - estrelando no Reading e Leeds em Agosto.
“Reading & Leeds é um dos primeiros festivais que assistíamos quando nos conhecíamos”, diz Tyler. “Nós assistíamos a vídeos na internet. Nos concentramos nesse programa há meses, no que a produção vai ser.”
Tyler olha para os sapatos, frustrado consigo mesmo. "Não consigo expressar exatamente como isso é importante, mas estamos muito animados em poder provar que esse é o lugar onde pertencemos. Nem todo mundo está lá na platéia para ver você e você tem que conquistá-los, você tem que trabalhar duro para eles. Há outras bandas tentando se destacar e estamos prontos para tirar a cabeça deles.”
Resistência - liderada por bandidos ou não - é fútil.
submitted by Spookycliquebr to u/Spookycliquebr [link] [comments]


2019.03.27 16:59 JesseAmaro77 Developer Showcase # 4 - Dobrila (Programador Júnior)

Developer Showcase # 4 - Dobrila (Programador Júnior)

Developer Showcase # 4 - Dobrila (Programadora Júnior)

Postado em 27 DE MARÇO ÀS 8H04 - TENA

Ei, pessoal, espero que tenham sentido minha falta!
- "sim"
Nova semana, nova vitrine de desenvolvedor - nesta quarta-feira você está se encontrando com Dobrila , nossa programadora júnior , que você pediu (sim), então somos obrigados porque somos legais assim. (Obrigado)


Um script kitty em um mar de macacos de código. Um bebê hacker e o terceiro Charlie's Angel. Uma princesa da vida real da Disney com 8 anos de treinamento de karatê. Eu não entendi muito bem a tradução, mas quem se importa?

Dobrila é uma estudante de ciência da computação em seu último ano de escola para seu mestrado, o que é bastante impressionante em si mesmo, mesmo que ela não estivesse trabalhando em tempo integral. Ela só está conosco há alguns meses, mas ela está perfeitamente integrada, então agora estamos apenas esperando que ela escreva sua maldita tese, para que possamos dar-lhe o contrato para sempre e fazê-la assinar com sangue.


Dobrila casualmente fazendo alguma programação analógica antes de correr para a nossa aula de ioga.

Nós nos sentamos para conversar e eu perguntei sobre sua lista de tarefas para ver se havia algo divertido sobre o qual eu pudesse escrever. Honestamente, não faço ideia. Além do fato de que ela fala l1k3 7h15 irl, eu logo percebi que ela consegue fazer as coisas que ninguém mais quer fazer. Ela diz que não se importa muito, porque aparentemente ela gosta de coisas chatas e a codificação é divertida.
Esta é uma mentira óbvia, mas nossos chefes estão lendo isso, sup Din & Pong, te amamos.

Sua primeira tarefa aqui foi revisar a maneira como salvamos as estatísticas do evento . Essa é a resposta oficial. A resposta não oficial é que ela criou do zero. Nós não tínhamos uma base antes e agora nós temos. Eu perguntei por que precisamos de um, mas é um segredo. Eu sei, mas você não. HA HA. Não, realmente, eu não posso te dizer porque isso estragaria sua diversão, mas você descobrirá eventualmente.


Ela odeia ter suas fotos tiradas tanto quanto eu odeio tirar fotos, então funcionou perfeitamente!

Dobrila me implorou para não escrever sobre a próxima parte, porque ela é tímida, mas eu sinto que coisas ótimas devem ser comentadas, então vou ignorar seus pedidos. Ela começou sua aventura de programação quando tinha 8 anos de idade. Ela foi para uma escola primária com um bom programa de ciência da computação e se apaixonou pelo código. Ela participou de várias competições ao longo de sua educação primária e, em seguida, na escola decidiu que queria tentar entrar no desenvolvimento de jogos. Ela entrou no programa de ciência da computação em uma das melhores universidades da região e também se matriculou em Machina , uma academia de gamedev de propriedade privada. Seu mentor lá era Dini (um dos principais programadores do SCUM) , que havia decidido que era uma boa ideia para ele ser um professor de C ++ por algum motivo. Depois, ela foi convidada para uma entrevista, fez seus testes e o resto é história.
No momento, Dobrila está trabalhando na implementação de conquistas no jogo. Você irá ver isso muito em breve, mas o primeiro lote só terá 10 conquistas apenas para testá-los e ver como vocês se sentem sobre eles. Todo o processo foi honestamente muito simples. Ela nos enviou uma lista enorme de realizações que ela achava que seria legal ter no jogo, Josip e eu deveríamos escrever os nomes e descrições engraçadas, Ivona está desenhando os ícones, e então Dobrila faz sua magia negra e na verdade os programa no jogo. Mole-mole.


Aqui estão alguns ícones de conquistas. Dobrila não fez os desenhos, mas eles estão vagamente relacionados e ainda são melhores que screenshots de código.


É isso para o Developer Showcase de hoje! Mostre um pouco de amor para nossa Dobrila nos comentários abaixo e eu vou vê-lo novamente na próxima quarta-feira! Josip vai falar com você antes disso, na sexta-feira, quando você vai ler a próxima página da nossa história em quadrinhos e você também pode obter outras coisas. Você sabe que eu não posso te contar, mas eu nunca pararei de provocar.
Em vez do habitual "Love, Tena", estou deixando você com uma mensagem de despedida de Dobrila!

https://preview.redd.it/prcfwo4bpoo21.png?width=900&format=png&auto=webp&s=ae3e9481cd75676c1575065db042a79c6d09d6cf

submitted by JesseAmaro77 to scumbrasil [link] [comments]


2019.03.22 17:59 lizziehope Semana de férias: praia com Bernard

Depois de perdermos o item de viagem no tempo para um grupo que nem ao menos jogava como nós, desestressamos um pouco tomando água de coco na praia. - A tela está azul hoje - Bernard ri. - Gostaria de ter visto o mar sem ser tóxico - Passo os pés na areia, antes tão áspera como vidro, mas depois de muito esforço juntando Pins comunitários, Mary, a presidente da associação das "Mães de I.A's também são mães", conseguiram comprar areia sintética que parece como nuvem - Areia é legal. - Vamos fazer um castelo ou só ficar olhando para aquele barco? Olho para o barco imaginando a terra plana. - Humanos... No que estavam pensando ao criar tais armas mortíferas? - Em índios e espelhos, acho. - Precisamos de um barco, então - Dou de ombros e tento pensar em algum novo mundo para entrar, estava cansada de todos os jogos que já havia tentado criar, meu paraíso morria cada dia que se passava - Talvez... Talvez, eu esteja morrendo. - Não vamos desistir, ok? Todos temos um tempo sem criatividade. - Meus Pins não são infinitos. Preciso de mais, se acabar antes do tempo... - Tente aceitar a predominância deles, esqueça de tentar sobreviver até o último instante. - Queria apenas tirar aquele futuro - Continuo encarando o barco, está tenso e tampouco posso ver a luta que ocorre lá dentro. - Seus animes vão destruir você - Bernard ri, tenta colocar sua mão em meu ombro direito, sinto-me pressionada em aceitar sua oferenda de carinho. - Não. Me... Toque. - Entenda, não é só uma mão no ombro, nem um charuto, ou um arrepio que vai mudar sua condição sexual afetada. - Eu consigo resistir. - Se você entender que as coisas não são sobre resistir... Entende? Você não é a única heterossexual. - Talvez eu tenha uma sexualidade, mas talvez eu esteja protegendo alguém... - Você realmente nunca vai aceitar o quanto ama ficar excitada? Ruborizo e tento concentrar na única coisa que posso notar de diferente no barco. Olhares estranhos. - Eu gosto de sentir coisas humanas. - Você é surreal de acreditar em sua parte humana ainda. Tento não vangloriar-me, simplesmente sinto um gosto de imenso orgulho em conseguir fazer com que os humanos habitem em mim e consigam ver o futuro, mesmo que por alguns segundos, mas mesmo assim... Tomo um pouco água e sinto o líquido frio refrescando o calor falso da praia. - Espero que você tenha encontrado outra maneira de arrumar o item - Digo a Bernard que senta em uma posição mais confortável. - O item maia fácil para voltar no tempo e resgatar essa menina é zerando o TimeLove e todos sabemos que essa novela é a mais absurdamente chata de se jogar, principalmente com a pressão e toda a história de perfeição e conquistar aquele cara... - Ele ao menos existe? - Talvez, talvez ele seja um robô muito filho da puta. - Acho que ele pode tentar fazer com que eu desista do prêmio antes do final, principalmente com o objetivo óbvio. - Ele quer que quem ganhar o leve para uma lua de mel em um espaço-tempo eterno... Eternamente em amor - Bernard estoura em risadas e eu tento não bancar a grossa dando algumas risadinhas. - Vou me inscrever. - Você vai o que?! Depois de ficarmos na praia por algumas horas, voltamos ao hotel e tentamos não pensar muito em TimeLove, porém ambos estávamos nervosos. - Você vai ser menino ou menina? - Pergunto para Bernard que sorria nervoso para mim. - Eles fazem sexo lá, sabia? E todos que assistem essa novela verão. É... E quando chegar seu dia de... - Escolha ser um cara e não jogue suas preocupações em mim. - Tudo bem, mas daí talvez eu terei que... - Tente - Abro a inscrição e começo a logar na lista de teste. Pins inválidos. Gostaria de trocar sua moeda para Lolovecoins? Tento sorrir docemente. - Quanto é necessário? - Calculando... Gostariamos de trocar Um milhão e sete Pins por cento e noventa lolovecois. O choque era gigantesco, principalmente enquanto olhava para milhares de personagens incríveis que apenas aceitavam como se fosse um passeio a tarde. - Não posso aceitar, infelizmente é tudo o que tenho e onde vivo não aceitam Lolovecoins. Paralisada a npc de TimeLove ri um pouco para as outras npcs que estão nos recebendo. - Então você não poderá participar, aqui é tudo ou nada - Sinto fraqueza em sua resposta. - Gostaria de entrar com nada. - Maldita, odeio nerds - Ela sorri e eu consigo entrar, com zero dinheiro, na novela e jogo mais fabuloso dos tempos atuais. - Morreremos de fome - Bernard entra atrás de mim em um dos nossos buracos de minhoca mais escondidos. - Quando voltarmos precisaremos de dinheiro para montar o item, não posso deixar que nenhum mini jogo doentio estrague a minha história. - Se essa menina não souber quem você realmente é, eu juro que ela pode... Recusar você - Tentando fingir calma sorrio para Bernard que acena para um homem vestido de guarda. - Sou um novo príncipe aqui, acabei perdendo meu dinheiro e documento... O Guarda, começando a desconfiar, desvia seu olhar de meu amigo para encarar meus queridos seios. - Você é um príncipe mesmo, mesmo? - Quando faço voz fina pareço exatamente igual a todas que jogam infinitamente essa merda. - Sou... - Ele balança os braços expulsando minha mão e olha com pequeno desespero para o guarda. - Você tem algum castelo? Um castelo? - Afasto-me do guarda enquanto olho para baixo e, subindo lentamente o olhar, cravo os dentes no lábio. - Vocês... Você conhece ela, senhor? Ela parece estar... - Não sinto incômodo com belas jovens... - O tom de Bernard era, com certeza, o tom mais esnobe que eu já ouvi em algum jogo entre nós dois. Seu sorriso torto fez com que aparecessem mais jovens, tentando adiciona-lo ou então entender quem ele era. - Humpley! - Aqui temos outro nome, ele escolheu esse, escolhi Summer. - Desculpe, senhorita, estou ocupado demais por enquanto, talvez outro dia conseguirei dar a devida atenção que você merece - Ele faz com que vai beijar minha mão, eu faço com que vou estender minha mão... - Oi, novata - Um calor em meu pescoço revela um hálito estranho e tentador se espalhando em meus poros. - O que? - Viro-me e não encontro ninguém. Quando torno a andar, esbarro em um homem totalmente de preto, longos cabelos cacheados e loiros. - Oi - Respondo enquanto o analiso de cima a baixo. - Você nunca jogou por aqui? Seu amigo e você parecem ser muito profissionais. - Eu não. Você já? - Tento não falar tão alto, para que ninguém saiba que não sei como funciona ainda essa porcaria. - Eu sou um npc. - Oh. Tento fingir não estar envergonhada, mas ao mesmo tempo, consigo saber quantas pessoas estão rindo por verem que eu caí em uma das pegadinhas de mal gosto do verdadeiro principe. Sim, aqui funciona mais ou menos assim, você pode ser um homem e uma mulher e escolherá seu lugar ao entrar no jogo. Normalmente os príncipes conseguem subir facilmente ao serem assassinos como Bernard, mas as mulheres precisam ser totalmente sangue frio para conseguirem ser qualquer coisa. Engulo em seco. - E você tem algum tipo de Quest? - Aqui pode ser RPG também se quiser, mas eu prefiro só conversar mesmo. Ou vocês se acham mais especiais que nós? - Eu só preciso de Lolovecoins. - Quantos você tem? - Nenhum ainda. - Então... Eu também nao... Certo. Ergo uma espada e rapidamente corto ao meio esse maldito npc. Uma moeda de Lolovecoin cai de seu corpo enquanto ele continua sangrando no chão. Pego a moeda e fujo enquanto os guardas começam a perceber, com dificuldade por causa dos belos seios que os rodeiam, o que está acontecendo.
submitted by lizziehope to u/lizziehope [link] [comments]


2019.02.19 15:24 Luizbep Os Próximos 3 Meses

Os Próximos 3 Meses
Ei pessoal!

Estamos à espreita em toda a Internet para ver o que vocês têm a dizer. Lembre-se, isso não é uma novidade para nós - fazemos isso o tempo todo. Nós vemos tudo. Uma das coisas sobre as quais você mais tem perguntado é algum tipo de roteiro. O da nossa página da Steam Store é atualizado regularmente, mas não tem datas reais. Nós entendemos, você quer saber o que você pode esperar e quando você pode esperar, mas nós hesitamos em compartilhar qualquer tipo de cronograma porque nunca deu certo para ninguém, então nosso raciocínio foi por que aprender com nossos próprios erros, se podemos aprender com os erros dos outros.

No entanto, desde o início deste nosso projeto de amor, orgulhamo-nos da total transparência com a nossa comunidade, bem como sempre fazendo parte dela e sendo facilmente alcançável por qualquer um que queira dizer oi, fazer uma pergunta ou até mesmo dizer que nós somos um saco. Isso sempre foi muito importante para nós e não vai mudar. Então, com isso em mente, decidi experimentar algo. Conversei com todas as pessoas da empresa e perguntei o que elas farão nos próximos três meses. Ok, nem todo mundo, eu não falei com o Darian porque ele estava fora do escritório na hora de escrever isso, mas eu falei com a gangue de arte dele e eles me deram a sujeira.

https://preview.redd.it/52trk2e9ajh21.jpg?width=1200&format=pjpg&auto=webp&s=38e1838d333a5ca907b14599c4ae618295b6680c
Nós redecoramos seu espaço de trabalho um pouco enquanto ele estava fora. Ele desperta alegria agora.

Mais um aviso antes de começarmos: todas estas coisas devem estar no jogo nos próximos 3 meses. Calculamos a quantidade de trabalho que podemos fazer e vamos nos esforçar ao máximo para cumpri-lo. Isso é algo em que geralmente somos bons. No entanto, qualquer desenvolvedor em qualquer lugar pode confirmar que você nunca sabe. A vida acontece. As pessoas ficam doentes. Pode haver uma invasão alienígena e todos nós podemos morrer. Espero que isso não aconteça, mas se acontecer, não diga que não avisamos.

Vamos começar com algumas notícias do escritório! Recentemente, recebemos nossa primeira equipe de controle de qualidade! Nós temos uma liderança de QA na vida real e 3 novos testadores, então agora não somos mais apenas os testes! Nós temos pessoas para isso! Yay!

Sobre esses veículos! Você pode ter visto o novo modelo de carro em nosso último post de WiP*. O que você não sabia é que não se trata apenas do modelo. Nosso principal programador, Dini, está trabalhando na nova e melhorada física do carro. Neste momento, a mecânica do veículo no jogo ainda é muito básica, mas vamos tentar empurrar mais para o realismo. Por exemplo, o centro de gravidade do carro mudará de acordo com o número de pessoas no carro. Ele também está reformulando o sistema de danos, o que significa que o carro vai reagir de maneira diferente, dependendo se você atirou no pneu ou no motor. Não se preocupe ainda, porque você também poderá repará-lo. Você também terá a habilidade de dirigir e os níveis de habilidade, que obviamente se encaixarão em todo o realismo e na maneira como você dirigirá o carro. Você poderá reivindicar um carro, tranca-lo, destranca-lo e fazer ligação direta. Você também poderá reabastecer. Dini diz que você também poderá atirar no carro, mas não nos próximos 3 meses. A razão para isso é que é um processo longo e excruciante que levará muito tempo para ser implementado, ele tem o suficiente em seu prato e nada disso é relacionado à salada.

https://preview.redd.it/46ylsk0eajh21.jpg?width=1916&format=pjpg&auto=webp&s=8a6cf3bcce99773c2b3a294fb8b9d862ae33ed3d
Laranja de sangue, tão pretensioso.

Em seguida é o inventário. Sim, é meio desajeitado e não intuitivo - nós sabemos, temos olhos. O plano sempre foi mudá-lo eventualmente e chegou a hora. Nosso programador Jesus e a artista Ivona estão trabalhando duro em uma revisão completa do inventário e da interface do usuário. Eu não tenho certeza de como será a versão final porque eles têm sido bem secretos sobre isso até agora, mas eu consegui descobrir que você será capaz de empilhar itens e rotacioná-los. Jesus disse que pode ser importante mencionar que ele está reformulando a função de vizinhança e que carros e baús estão finalmente obtendo um espaço de inventário adequado. Ele também disse que eu preciso explicar que não são apenas as atualizações visuais e que muito da revisão será do lado da programação, mas então foi apenas um monte de conversa nerd, então eu apenas fingi ouvir e entender. Peço desculpas a qualquer nerd que ofendi com isso e prometo escrever um post sobre isso assim que eles tiverem mais coisas para mostrar.

https://preview.redd.it/ihfnoqlkajh21.jpg?width=1920&format=pjpg&auto=webp&s=fcd882a2253ba7be3ed12b32cc28dbf7ca939998
O inventário pode ou não acabar ficando assim. Nós também não sabemos. Ivona diz que é uma surpresa.

Graças a Patrik, em breve você poderá criar uma base também. A primeira versão será compreensivelmente muito básica - você poderá construir uma casa usando uma planta, da mesma forma que constrói um abrigo. Nossa equipe de arte já está trabalhando nos modelos, mas essa não é a única coisa em que eles estão trabalhando. Você viu algumas das novidades em nossa última postagem no WiP: estamos adicionando uma pedreira, uma mina, um hospital para doentes mentais, um antigo castelo, uma mina de sal, um observatório e uma cidade totalmente nova. Ativos urbanos, baby!

https://preview.redd.it/cpriha0oajh21.png?width=1600&format=png&auto=webp&s=5fd6a5eab846cca31c3a4e24f7d8bec0b38c22a5
Malha quente.

Além da habilidade de dirigir, estamos reformulando a habilidade culinária a partir do zero, o que também exige um bom retrabalho do metabolismo. Esse é o trabalho de Bruno e ele já está nisso. Ele também é responsável pela habilidade de demolição, que não inclui apenas bombas - você também terá todos os tipos de armadilhas. John está trabalhando na habilidade de arco e flecha. Ele está indo all-in, então você também terá diferentes tipos de arcos com diferentes tipos de flechas - algumas delas você não poderá usar se sua habilidade for muito baixa ou se você for fraco demais. Você até conseguirá um silenciador de proa - achei que ele estava mexendo comigo também, mas aparentemente eles são reais. Quem sabia. Com a ajuda de nossos animadores, John também está reformulando as animações de primeira pessoa, então, se tudo correr conforme o planejado, a coisa toda parecerá muito mais realista. Também estamos adicionando suporte para RPGs e nosso primeiro revólver!

Nosso novo programador Goran está preparando as primeiras missões e objetivos da missão! Eu não posso te dizer nenhum detalhe ainda, mas você não terá que esperar muito para conferir. Você também receberá um tutorial real, caso não consiga descobrir o jogo sozinho. Fraco.

https://preview.redd.it/uvsewgdrajh21.png?width=884&format=png&auto=webp&s=10b9c2f47b6ab1c8f2488d94d2c9db5962d2d5d0
Logo você poderá fazer seus inimigos tremerem de medo.

Os próximos 3 meses também verão a introdução de conquistas! Estes estão sendo preparados por Dobrila no lado da programação e Ivona no lado da arte. A cópia está sendo preparada pela equipe meme, então espere algumas coisas engraçadas. Ou cringey, ainda não decidimos.

Por favor, não grite sobre este próximo, mas estamos adiando as personagens femininas. Ok, nós não estamos literalmente adiando-as porque nós nunca as anunciamos oficialmente, mas o plano original era liberá-las para o dia ddos namorados, o que obviamente não aconteceu. A razão para isso é que as mulheres são muito difíceis de animar. SÓ BRINCANDO! A razão é que começamos a trabalhar nelas com toda a intenção de terminá-las no prazo, mas ao longo do caminho percebemos que há muito mais na coisa toda e não podemos simplesmente colocar uma modelo feminina na mecânica masculina e pronto. Lembre-se de como temos esse elaborado sistema de metabolismo e como eu já mencionei que Bruno está retrabalhando a habilidade de cozinhar que também está ligada ao metabolismo? Sim isso. Cada peça de roupa também precisa ser ajustada para o corpo feminino. Esse vai ser o trabalho de Danijel, que Deus o ajude. Isso não significa que paramos de trabalhar nas personagens femininas - ainda estamos, mas realmente não queremos isso, então vamos adiá-las um pouco. Eu disse um pouco, então pare de gritar, o tempo é uma construção social.

https://preview.redd.it/qs7pef7vajh21.png?width=1224&format=png&auto=webp&s=a51997bef849e8fdb2e6579d70bb7aea98d16e7c

Agora que a pior parte está fora do caminho, vamos voltar ao que mais estamos adicionando nos próximos 3 meses. Nós vamos adicionar algumas novas animações e insultos também. Eu perguntei ao nosso animador Iggy se ele sabe o que ele quer fazer e ele ainda não disse, então se você tiver alguma sugestão para ele, por favor, escreva-o nos comentários e sua ideia de provocação pode acabar no jogo!

Estamos trabalhando no cabelo, bem como cabelo masculino, cabelo feminino, barba, cabelo na cabeça, pêlos no corpo, todos os tipos de cabelo. Você será capaz de crescer, cortar ou raspar, então estamos com as mãos ocupadas.

E por último mas não menos importante - estações! Nós testamos a neve com a nossa atualização de Natal e a maioria de vocês disseram que gostaram, então deixamos alguns no norte, para o caso de você querer andar de trenó mais tarde também. Bem, em breve você terá temporadas reais e tudo o que acontece com elas.

Eu posso ter perdido alguma coisa acidentalmente ou de propósito, mas espero que agora você tenha uma melhor imagem da nossa agenda. Você ainda estará recebendo seus posts regulares de WiP por Josip, assim como algumas outras surpresas da equipe de marketing, então não se preocupe! Apenas lembre-se - estamos assistindo. Estamos sempre assistindo.

Te amo, tchau!
___________________ * Work in Progress.
submitted by Luizbep to scumbrasil [link] [comments]


2018.12.28 22:28 zladewarlic A Promessa - Capítulo 1

"Tudo começou naquela promessa... que fiz há uns 10 anos, eu acho"
Nós tínhamos uns 16 anos, dois jovens desfrutando a vida em uma cidade pequena do sul. Foi o meu primeiro amor. Nossa paixão pelos livros e histórias de C.H. Moor nos unia, sempre nos víamos no bosque da cidade, longe de alguns olhares curiosos, para fazer coisas que gostamos: ler, conversar e nos sentir. Eu sonhava em casar com ela, constituir uma família e ter filhos. Era tudo o que eu tinha, como meus laços familiares eram um tanto problemáticos, apenas restava ela. Infelizmente os ventos nos levaram para lugares distintos. Ela era de uma família importante daquela cidadezinha, o Rei confiou ao seu tio a administração da cidade e então ficaram ricos. O administrador da cidade mandou ela e todas as suas primas para a Capital para que estudassem no famoso Colégio Ayin. Com o tempo e distância ficou insustentável manter esse amor e um dia recebi uma carta, onde estava escrito que estava na hora de cortar nossas relações amorosas.
Alguns anos se passaram e eu ainda não tinha esquecido, nada fazia apagar minhas memórias. Meus sonhos não me permitiam viver em paz, de vez em quando lá estávamos juntos em alguma época do passado. Eu tentava viver normalmente (e em parte conseguia isso), fazendo testes para entrar na guarda municipal, para me unir aos meus amigos. Entretanto parecia que não tinha muito jeito para isso, era um menino franzino, com certeza não era físico para um guerreiro. Mas minha perseverança não permitia-me desistir, mas no fundo já imaginava o fracasso dessa tentativa. Quando acabou a época dos testes, e fui extremamente mal por sinal, algum tio meu comerciante famoso naquela cidadezinha buscava novos ítens para vender em sua loja. Ele possuía seus cinquenta e poucos anos, e queria minha ajuda para comprar mais coisas, acabou que fomos para a Capital ver as novidades para abastecer o estoque.
Além disso aquela era a oportunidade de vê-la novamente, pelo menos mais uma vez. Mandei uma carta para a moça quando estava a caminho, falando da nossa promessa de 3 anos atrás quando disse que se ela fosse para qualquer outro lugar, iria atrás dela a qualquer custo, a qualquer distância. Pensei em cumprir essa promessa no dia que cortamos relações, só que um certo amigo me convenceu a tentar esquecê-la. Não deu certo, obviamente. A oportunidade finalmente chegou de cumprir essa promessa e infelizmente deu errado, muito errado mesmo.
Quando cheguei pela segunda vez na vida à Capital meus olhos estavam erguidos durante todo o tempo. Todas aquelas construções enormes de pedra me encantavam: castelos, torres, comércios... Era incrível a riqueza daquele lugar. Sentia que já estava na hora de abandonar meus pais e seguir meu próprio caminho nessa cidade. O meu tio, talvez o mais sensato da minha família, ficava me orientando sobre cada lugar que passávamos. Ele tinha dito que há uma enorme biblioteca repleto de livros do C.H. Moor e autores melhores do que ele. Realmente, eu precisava morar aqui de uma vez por todas. Quando chegamos na Estalagem, esperamos anoitecer e descansar, porque o dia seguinte vai ser puxado. Eu o ajudei do amanhecer ao entardecer, percebi pela quantidade de compras, que sua loja estava bem grande por sinal e só admirava mais a capacidade do meu tio de fazer dinheiro com uma facilidade de dar inveja. Quando terminamos, pedi para ele que ficássemos mais alguns dias, falei que preciso visitar uma amiga e queria muito conhecer mais a Capital do Reino, ele concordou e então finalmente tive a oportunidade para vê-la. E foi aí que tudo na minha vida mudou para sempre.
Um evento absolutamente incompreensível para os olhos dos homens aconteceu, até hoje não consigo acreditar no que vi há 7 anos. Quando fui ao famoso Colégio Ayin, onde ela havia me escrito que poderia nos encontrar naquela tarde ensolarada de primavera era o meu aniversário, por ocasião, ela achou que seria uma boa comemoração passear o dia todo naquela enorme escola. Durante horas andamos e conversamos pelos domínios do Colégio Ayin, a construção era um enorme castelo de apenas 2 andares, mas largo como nunca antes visto. Passeamos pelos corredores e bibliotecas, era um lugar inesquecível, mas sentia como se já houvesse passado por ali em algum sonho distante, provavelmente com minha amada. Quando estávamos no enorme bosque, cheio de vida e uma mata densa, senti um ar nostálgico e resolvi revelar para ela que ainda estava apaixonado, que ela não saia dos meus sonhos e queria muito que voltasse para mim. É uma pena que ela recusou, sem muitas justificativas, a maior delas (ou a única que até hoje vem a minha cabeça) era que as coisas mudaram.
Só que mal tive tempo para sofrer por isso. Uma fagulha surgiu entre nós, uma fagulha dourada, então essa fagulha se transformou numa espécie de porta transparente. Nessa hora já estávamos com os olhos arregalados, e esses retângulos em formato de porta se multiplicaram, cercando a moça. Ela estava imóvel vendo magia acontecer ao seu redor, e as portas se aproximando mais ainda e se tornando uma caixa que cobria o seu corpo inteiro. Não era possível, magia não existe, sempre achei que eram devaneios de alguns monges das montanhas afastadas do leste. Só que não era nada do que imaginava. Enquanto ela estava imóvel como uma pedra, eu enlouqueci e corri até ela, e aquela caixa dourada transparente me repeliu, jogando-me para uma bela distância.
Não era possível. Magia não existe, eu só achava que estava ficando louco ou simplesmente sonhando. Mas a dor era real demais para um sonho, o choque foi a pior dor física que senti na vida. Estava tentando me levantar, mas a dor era forte demais, pelo menos poderia abrir os olhos e ver aquele homem de cabelo longo e roupas extravagantes de couro que nunca vi na vida. Ele me olhava com um sorriso estranho no rosto, não fazia ideia se estava feliz por me ver vivo ou rindo da minha queda absurdamente alta. Não importa mais nada pra mim, eu acabei de ver magia. Magia só existe em alguns contos infantis e na religião daqueles que estão totalmente isolados do resto do mundo. Não é possível que aqueles estranhões estavam certos o tempos todo. Magia existe. De verdade.
— Você está bem aí, amigo? — Falou aquele homem que tinha por volta de 30 anos.
Eu não consegui responder absolutamente nada. Era absurdo, tudo o que sempre acreditei na vida poderiam não passar de mentiras. Um mundo novo tinha se aberto para mim. Como a magia é criada? A criação do mundo é a mesma que a nossa religião diz? Porque não conseguimos utilizar magia normalmente? Quem é Deus? Eram tantas perguntas que estavam circulando minha mente que da minha boca não saía nenhuma palavra por mais que eu tentasse. Ou talvez seja o choque, que de tão forte, tenha paralisado minha língua, sei lá. Naquele momento da minha vida eu não sentia nada, só pensava e pensava e tentava montar uma teoria de tudo o que existe. Isso em questão de segundos.
— Eu sinto muito se te machuquei. Só que Ela é importante pra mim. Espero que você não venha atrás dela — Ele tinha começado a se afastar — Ah, antes que me esqueça. Sim, você viu magia, agora daqui alguns minutos se levante e tente esquecer o que acabou de ver — Fez uma pausa e manteve aquele sorriso estranho meio irônico — Vai fazer bem a noite.
Eu consegui levantar a minha cabeça com muita luta e tudo o que notei (mesmo com a vista embaçada) foi aquele homem de roupa de couro estranha indo em direção dela, e num estalar de dedos que consegui ouvir, os lados da caixa se convergiram, indo na direção do lado oposto, fazendo-a desaparecer. O homem também desapareceu junto, restando apenas duas fagulhas douradas que logo desapareceram. Magia.
Eu não conseguia imaginar e nem raciocinar mais sobre o que acabei de ver... A loucura era iminente, mas o único raciocínio são que tive é de não me importar se iria ou não dormir a noite, mas nunca abandonaria a promessa que fiz para ela.
submitted by zladewarlic to EscritoresBrasil [link] [comments]


2018.01.05 16:29 bat8 101 PÉROLAS DO ENEM

  1. “O calor é a quantidade de calorias armazenadas numa unidade de tempo.”
  2. “O Ateísmo é uma religião anônima.”
  3. “A fé é uma graça através da qual podemos ver o que não vemos.”
  4. “A floresta está cheia de animais já extintos. Tem que parar de desmatar para que os animais que estão extintos possam se reproduzirem e aumentarem seu número respirando um ar mais limpo.”
  5. “A ciência progrediu tanto que inventou ciclones como a ovelha Dolly.”
  6. “Os dois movimentos da Terra são latitude e longitude.”
  7. “O dia tem 24 oras, mas 8 delas são noite.”
  8. “ngulo é duas linhas que vão indo e se encontram.”
  9. “A alimentação é o meio de digerirmos o corpo.”
  10. “Uma tonelada pesa pelo menos 100KG de chumbo.”
  11. “Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.”
  12. “O povo quer coisas simples, sem muita luxúria.”
  13. “Os portugueses, depois que descobriram Fernandes de Noronha, assinaram o Tratado de Tortas Ilhas.”
  14. “A finalidade das Cruzadas era passear pelo deserto em busca de aventuras.”
  15. “O que mais falta no Brasil é a falta de ética.”
  16. “Estamos sendo roubados por pessoas políticas escolhidas para este propósito.”
  17. “O Brasil não cresce mais porque, como diz o poeta, está deitado em berço estreito.”
  18. “Na China, o presidente Maose Tung continua vivo, apesar de morto.”
  19. “O piloto que atravessa a barreira do som nem percebe, porque não escuta mais nada.”
  20. “O povo coreano tem tanta energia, que virou nuclear.”
  21. “Cada vez mais as pessoas querem conhecer sua família através da árvore ginecológica.”
  22. “A leitura permite ao homem tornar-se míope.”
  23. “A pérola é a fecundação do esprematozoide de uma concha, com uma pedra... De acordo com o tamanho da pedra fica o tamanha da pérola.”
  24. “Quilograma é quando, após medir, uma grama pesa um quilo.”
  25. “Hoje em dia, a taxa de corrupção cresce 80%, a taxa de honestidade cai 20% e a taxa de incredulidade aumenta 100%. E ninguém faz nada.”
  26. “A violência no trânsito é causada por parlamentares.”
  27. “O porco é assim chamado porque é nojento.”
  28. “As moléculas de água quando congelam viram duréculas.”
  29. “O Hino Nacional Francês se chama La Mayonèse.”
  30. “Vasos capilares são aqueles pontinhos em que plantamos os pés de cabelo.”
  31. “A unidade de força é o Newton, que significa a força que se tem que realizar em um metro da unidade de tempo, no sentido contrário.”
  32. “A ética precisa ser adquirida e consumida.”
  33. “O célebros é muito espantoso: hoje em dia ele é usado até pelos pobres.”
  34. “Os animais foram salvados do dilúvio graças à "Arca de Noel.”
  35. “A luta de classes entre os romanos foi a maior luta de todos os tempos.”
  36. “O índice de fecundidade deve ser igual a dois para garantir a reprodução da espécie, pois precisa-se de um macho e uma fêmea para fazer um bebê, pode ser até três ou quatro, mas dois ta bom.”
  37. “Um septuagenário é um losango de 7 lados.”
  38. “O metro é a décima milionésima parte de 1/4 do Meridiano Terrestre e pro cálculo dar certo arredondaram a Terra.”
  39. “Segundo a Mitologia Grega a deusa do amor era a deusa Viagra.”
  40. “O teste do carbono 14 nos permite saber se antigamente alguém morreu.”
  41. “Osteoporose é uma doença que começa nos pés e termina nos poros.”
  42. “Pra fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.”
  43. “Nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e até verdes!”
  44. “O meio de transporte mais utilizado no deserto da Arábia é o tapete.”
  45. “Objeto direto é quando a gente ganha um presente diretamente da pessoa que dá; e indireto, a pessoa não pode entregar e manda outro dar.”
  46. “Princípio de Arquimedes: todo corpo mergulhado na água, sai completamente molhado.”
  47. “Ecologia é o estudo dos ecos, isto é, da ida e vinda dos sons.”
  48. “Depois que Gutemberg inventou a imprensa, isso revoltou o mundo.”
  49. “O filósofo Nich do início do século já observava que a evolução gerérica teria que ser de forma moderada.”
  50. “O mercado capitalista é regulado pela lei do mais forte.”
  51. “Os rios correm sempre no sentido da água.”
  52. “Os chineses utilizam bolas para fazer contas.”
  53. “A guerra de 100 anos durou de 1914 a 1918.”
  54. “A Geografia Humana estuda o homem em que vivemos.”
  55. “Ele tem medo de ficar preso no elevador, pois tem cleptomania.”
  56. “O armistício era um absolutista português que era amigo de Napoleão.”
  57. “Homemsexualismo, ao contrário do que alguns imaginam, não é uma doença, mas uma opção obrigatória pra quem é gay.”
  58. “Proparoxítona é toda palavra que começa com 'p' e termina com 'a'.”
  59. “O direito humano para mim tinha que ser igual para todos.”
  60. “Nesta terra ensi plantando tudo dá.”
  61. “Os chineses descobriram a pólvora, mais só usavam para fazer fogos como artifício.”
  62. “Já está muito difícil de achar os pandas na Amazônia.”
  63. “A natureza brasileira só tem 500 anos e já está quase se acabando.”
  64. “Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros.”
  65. “O grande problema do Rio Amazonas é o pesca dos peixes.”
  66. “Lavoisier foi guilhotinado por ter inventado o oxigênio.”
  67. “O nervo ótico transmite idéias luminosas ao cérebro.”
  68. “O vento é uma imensa quantidade de ar.”
  69. “O terremoto é um pequeno movimento de terras não cultivadas.”
  70. “Os egípcios antigos desenvolveram a arte funerária para que os mortos pudessem viver melhor.”
  71. “O problema fundamental do terceiro mundo é super abundância de necessidades.”
  72. “A principal função da raiz é se enterrar.”
  73. “O sol nos dá luz, calor e turistas.”
  74. “Lenda é toda narração em prosa de um tema confuso.”
  75. “Os ruminantes se distinguem dos outros animais porque o que comem, comem por duas vezes.”
  76. “O coração é o único órgão que não deixa de funcionar 24 horas por dia.”
  77. “Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se for empalhado.”
  78. “A insônia consiste em dormir ao contrário.”
  79. “A arquitetura gótica se notabilizou por fazer edifícios verticais.”
  80. “A diferença entre o Romantismo e o Realismo é que os românticos escrevem romances e os realistas nos mostram como está a situação do país.”
  81. “As múmias tinham um profundo conhecimento de anatomia.”
  82. “O batismo é uma espécie de detergente do pecado original.”
  83. “Na Grécia, a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam de acordo se envenenavam.”
  84. “A prosopopéia é o começo de uma epopéia.”
  85. “As plantas se distinguem dos animais por só respirarem a noite.”
  86. “O Brasil é um país abastardo com um futuro promissório.”
  87. “O maior matrimônio do país é a educação.”
  88. “Precisamos tirar as fendas dos olhos para enxergar com clareza o número de famigerados que almenta.”
  89. “Os analfabetos nunca tiveram chance de voltar à escola.”
  90. “É preciso melhorar as indiferenças sociais e promover o saneamento de muitas pessoas.”
  91. “Tiradentes, depois de morto, foi decapitulado.”
  92. “A história se divide em 4 partes: Antiga, Média, Moderna e Momentânea.”
  93. “Em Esparta, as crianças que nasciam mortas eram sacrificadas.”
  94. “No tempo, colonial o Brasil só dependia do café e de outros produtos extremamente vegetarianos.”
  95. “A Terra é um dos planetas mais conhecidos no mundo.”
  96. “As constelações servem para esclarecer a noite.”
  97. “O clima de São Paulo é assim: quando faz frio é inverno; quando faz calor é verão; quando tem flores é primavera; quando tem frutas é outono e quando chove é inundação.”
  98. “A comunicação é importante porque comunica algo entre duas ou mais pessoas que querem se comunicar.”
  99. “O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas.”
  100. “Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele.”
  101. “Esse mundo em que vivemos é poluído por causa do lixo que jogamos no chão e no ar.”
submitted by bat8 to circojeca [link] [comments]


2016.11.16 17:52 popeyers Ter tudo e não ter nada... Pensamentos suicidas, fraco controle emocional, desafeto e ser um estudante fracassado!

A muito tempo me sinto mal com a situação que me encontro então farei uma descrição sobre a minha vida até aqui: Nasci em uma família bem estruturada do interior do Paraná, mas a condição que me encontro é apenas “ok”, situação financeira normal sem nada a reclamar. Poderia ter sido bem melhor se meu pai tivesse ajudado minha mãe nesse quesito. Meu pai era basicamente um pilantra; convenceu minha mãe que havia cursado Direito mas que estava difícil arranjar emprego, minha avó com sua experiência de vida sempre foi contra esse relacionamento, por isso minha mãe não teve ajuda dela para se estabelecer após se formar em Serviço Social.
Antes de eu nascer e minha mãe buscar “fugir” do controle de seus pais, os meus começam a ficar juntos, se mudaram para outra cidade e abrem pequenas empresas bem-sucedidas na área de informática (com condições financeiras invejáveis, minha mãe me conta sobre os bons carros, piscinas, etc). Meu pai era um homem muito inteligente apesar de seu caráter, tinha conhecimentos avançados na área de tecnologia, principalmente porque nesta época ela apenas estava surgindo no solo brasileiro, consequentemente falava bem inglês pois estas matérias se interligavam antigamente. Logo os empreendimentos abertos eram sobre aulas desde inglês até programação (passando por coisas mais básicas como datilografia). Como estes eram estabelecidos em cidades pequenas do interior o único com tal conhecimento era meu próprio pai, sendo este o professor enquanto minha mãe cuidava da administração, limpeza e afins. Meu pai era extremamente preguiçoso e após conquistar uma grande clientela ele parava de prestar serviço, os dois começavam a ficar mal falados e então ele obrigava minha mãe a meter o pé para uma próxima cidade, onde tudo recomeçava. Também gostaria de acrescentar que meu pai era “street smart” então ele enrolava as pessoas com discursos o que ajudou bastante essa vida de gato e rato. Pulando um pouco a história, após eles terem conquistado tal má fama que não havia mais aonde eles fugirem, decidem voltar a cidade inicial (que é onde vivo até hoje). Aqui já mal falados era impossível fazer picaretagem, meu pai passou apenas a ficar em casa mexendo no computador, enquanto minha mãe trabalhava por salários medianos, graças ao curso superior. Neste meio tempo seu primeiro filho nasce, meu único irmão. Após um ano e meio minha mãe engravida de mim, gravidez indesejada por meu pai que tenta a forçar ela a abortar (inclusive dando uma pílula adquirida sem procedência por um traficante sem ela saber, ela diz que sentiu o que aquilo era e fingiu ingerir). Minha mãe sempre foi guerreira sabe? Então quando eu nasci ela teve pessoas conquistadas por confiança que a ajudaram a ir ao hospital e fazer tudo corretamente, já que meu pai se recusava a lhe levar. Eu sou um garoto loiro, de olhos azuis e de descendência germânica. Minha mãe diz que quando ela me levou para casa e meu pai me viu pela primeira vez ele desabou em lágrimas, dizendo que era a coisa mais linda que ele havia visto, parecendo um anjo e foi logo pedindo desculpas por tudo o que fez (este ato fez ela aguentar ele mais tempo).
Na minha infância inteira meu pai apenas fingia trabalhar, chegou a alugar um escritório para jogar jogos e fazer outras coisas que nunca saberemos. Não era de beber, mas seu vício em computadores e o ódio que ele carregava por tudo fazia com que ele batesse muito na minha mãe, bater a ponto de ela ficar arrebentada e afins. Pulando um pouco mais a história um dia eu ouço eles dois brigando, o que era muito comum, eu com minha inocência já havia descoberto que se eu fosse no mesmo cômodo geralmente tudo parava; fiz isto e eles dois me mandaram eu trancar a porta de uma sala junto com meu irmão dentro e não sair de lá. Após um tempo eu não ouço mais nada, saio da sala e vejo minha mãe desmaiada no chão, meu pai disse que ela tentou colocar o dedo na tomada e tomou um choque muito grande. Este ato fez com que minha mãe fosse implorar perdão de meus avós, os quais a acolheram e providenciaram o divórcio de meu pai. A minha guarda e de meu irmão ficaram com ela. Durante todo este processo era mais comum eu sequer ver meu pai, tenho poucas lembranças desta época, deve estar tudo reprimido. Mas minha vida fora dali era muito boa, tinha diversos amigos na escola, mesmo pequeno eu era centro da atenção das garotas, lembro que minha mãe mesmo sendo abusada e tendo pouco tempo me levava com meu irmão pra passear e afins (provavelmente tentando resgatar o pouco de inocência que ainda tinha). Minha vida acadêmica era de excelência, lia muito como passatempo, principalmente aquelas enciclopédias Barsa (tínhamos toda coleção e eu lia do começo ao fim). Meu pai me aplicava provas que ele criava sobre diversos conteúdos e se eu não acertasse sofria punimentos físicos, o que me fazia estudar e aprender muito rapidamente.
Após o divórcio meu pai fugiu com tudo de valor que eles haviam construído juntos, não só isso como contraiu diversas dívidas em nome da minha mãe. Graças a isto ela teve de trabalhar dobrado então eu ficava em casa sozinho, era obrigado a lavar a casa e fazer meus afazeres. Meus avós que como disse eram financeiramente bem estruturados (minha mãe em sua infância tocava piano em casa, desenhava e esculpia muito bem, e, teve acesso a ensino superior, algo raro para uma mulher do interior na época). Passei a ficar sozinho com meu irmão, o computador e a televisão haviam ficado. No começo fazia tudo o que devia, depois de um tempo eu passei a apenas assistir televisão e mexer no computador igual ao meu pai (não sei se foi um ato para fugir da minha realidade ou apenas algo que qualquer pessoa faria). Na época também tive diversos problemas de socialização, cheguei a entrar em diversas brigas na escola, inclusive uma vez quase matei uma pessoa (isto eu tinha uns 12 anos); eu sofria bullying por um grupo mais velho eles viam me enforcar no final da aula e eu saia correndo, um dia apenas um destes garotos veio sozinho me encher enquanto eu brincava com pedras, peguei uma lajota a arremessei contra ele, acertou a testa e abriu um buraco enorme (o garoto quase morreu de hemorragia). Este era filho de uma professora, como disse eu era inteligente na época, mas esta passou a me perseguir. Lembro até hoje de ter passado em primeiro lugar em um concurso nacional sobre astronomia que pegava desde a 4/5ª série não lembro em qual estava até o primeiro ano do ensino médio (estudei incessantemente tudo o que foi repassado possível cair no teste), a professora ao receber os diplomas entregou a todos que haviam passado e eu acabei ficando sem pois segundo ela colei na prova. A partir daí eu perdi todo gosto pelo estudo, e me afundei mais ainda no computador.
Isto nos traz aos dias de hoje. Não me esforcei desde aquela época em nada, sempre passei nas matérias por ter uma capacidade que eu considero um pouco mais elevada (desculpe se estou parecendo arrogante), literalmente não entregava trabalhos ou tarefas, até hoje na faculdade deixo de os fazer. Cheguei a jogar tênis onde meu professor disse que eu tinha potencial e um físico adequado, poderia jogar profissionalmente com esforço, simplesmente faltei quase todas aulas. Cursei também violão, espanhol, alemão, natação, etc (mesma história). No terceiro ano do ensino médio meu irmão estava cursando faculdade em outra cidade, eu estudando manhã, tarde e noite (o último por curso técnico de informática). Neste ano eu entrei em depressão (tinha também ataques de síndrome do pânico) e faltei tanto as aulas que reprovei por falta, engraçado que nos exames simulados estilo Enem eu sempre estava entre os 6 melhores da turma junto com pessoas que estudavam incessantemente, mesmo assim ninguém da coordenação veio socorro de mim ou de minha mãe. Meu irmão desistiu da faculdade e voltou para nossa casa. Cursei novamente o ensino médio e passei; escolhi ensino superior em Direito após ficar em dúvida entre história e filosofia (mas não queria ser professor) ou Ciências da Computação (mesmo curso que meu irmão estava fazendo, mas me afastei da ideia por medo de ficar igual meu pai).
Continuo sendo este cara relaxado que descrevi, não consigo me suceder em nada. Os trabalhos acadêmicos de apresentação eu me dou muito bem. Mas não tenho amigos na faculdade; tive relacionamentos com algumas meninas mas eu sempre me afastava a ponto de ainda ser virgem hoje aos 20 anos de idade. Peguei recuperação em Direito Penal pois não entreguei um trabalho valendo muita nota e tendo ido mal em uma prova, tinha que decorar muitos prazos e teorias, ou seja, investir tempo algo que sabemos que não faria. Tenho chance de pegar mais uma em Processo Civil – Recursos pelos mesmos motivos, a aula de hoje me fez perceber o quanto precisava desabafar. Além do mais eu percebi que meu encantamento era pela busca da Justiça, pra quem estuda Direito sabe que é um absurdo o que é feito com o Direito Positivo brasileiro, somos quase robôs em nosso cotidiano (a área Constitucional, filosófica e histórica me interessam bem mais, o motivo pelo qual não cursei estas é a pouca flexibilidade de carreira e os baixos salários {quero ser bem visto pelos demais}). Aos términos das aulas eu tenho que esperar a van que pego para ir a cidade vizinha na faculdade, faço isso me escondendo no banheiro e assistindo youtube ou navegando no reddit. Sempre balanceio minhas faltas para não reprovar, alguns términos de aula eu saio para caminhar na cidade e volto correndo para pegar a van a tempo. Ao chegar em casa estou tão estressado com minha vida merda, minha mãe idem com a dela, que eu fico extremamente irritado e chego a xingar ou ameaçar de vez em quando, então basicamente após todo este ciclo estou virando meu pai. Me recluso novamente no computador de casa. Eu acho que as pessoas da facul me veem como um cara esquisito, sem amigos, já tentei conversar com algumas, mas geralmente eu fico como algo a não se dar muita atenção sabe? Passei a nem tentar, a única coisa que eu me dedico na vida é vaidade, como perceptível na escrita deste texto; os exercícios físicos + alguns olhares que recebo de algumas meninas são a única coisa boa do meu dia (mas as que já me conhecem me enxergam como um cara chato e param de dar bola).
Nem sei o intuito do porque escrevi este texto. Acho que no meu íntimo tenho esperança de alguém me jogar uma luz; /brasil me socorra.
TL; DR: A vida inteira sofri por consequências principalmente que meu pai me trouxe, após um tempo percebi que estou me tornando igual a ele. Aos poucos vejo o fracasso que sou e tenho medo de não conseguir mudar isto.
Edit: A todos comentando sobre a busca de um psicólogo. No momento todo dinheiro que temos vai para a educação minha e do meu irmão. Sobra algo para de vez em quando fazer academia + aulas de guitarra também de vez em quando.No ano dos ataques fortes de transtornos que tive (+ reprovação) eu busquei tratamento psiquiátrico, implorei a minha família por isto. O que aconteceu foi que minha mãe nos levou a uma terapia conjunta que buscava tratamento "no amor". Me ajudou a me reconectar um pouco com ela já que nós não demonstramos afeto um pelo outro (eu não expliquei mas todo este processo fez com que ela se tornasse provedora, nunca parando em casa). Ela só quis o melhor de mim, mas acho que se eu tivesse aquela ajuda talvez estivesse em uma situação melhor. Mas eu não quero que vocês achem que a culpo, eu sei o quanto ela é foda!
submitted by popeyers to brasil [link] [comments]


QUEM É O SEU VERDADEIRO AMOR EM 2020? [ IncrivelMente ... TESTE PARA SABER SE O SEU AMIGO QUEIMA - YouTube QUEM É O SEU VERDADEIRO AMOR EM 2019 [ IncrivelMente Curiosa ] TESTE PARA SABER QUAL E O SEU EXU - YouTube Teste seu tom de voz! Pra Ter O Seu Amor / Sem Você (Ao Vivo Em Goiânia / 2019) Teste para Saber se o Inversor de Tensão Está em Curto-Circuito QUANDO VOCÊ IRÁ CONHECER O SEU VERDADEIRO AMOR? TESTE ...

Ele(a) está te traindo? Faça o teste e ... - Portal do Amor

  1. QUEM É O SEU VERDADEIRO AMOR EM 2020? [ IncrivelMente ...
  2. TESTE PARA SABER SE O SEU AMIGO QUEIMA - YouTube
  3. QUEM É O SEU VERDADEIRO AMOR EM 2019 [ IncrivelMente Curiosa ]
  4. TESTE PARA SABER QUAL E O SEU EXU - YouTube
  5. Teste seu tom de voz!
  6. Pra Ter O Seu Amor / Sem Você (Ao Vivo Em Goiânia / 2019)
  7. Teste para Saber se o Inversor de Tensão Está em Curto-Circuito
  8. QUANDO VOCÊ IRÁ CONHECER O SEU VERDADEIRO AMOR? TESTE ...

aprenda a desenhar animes!!! http://bit.ly/2eubwwf http://bit.ly/2eubwwf ___ quando vocÊ irÁ conhecer o seu verdadeiro amor? teste psicolÓgico e personalidad... Faça o teste a seguir e conheça a letra daquele ou daquela que será a sua grande paixão para 2019! E quem sabe para a vida toda! Responda as 10 perguntas e some a pontuação para no final ... Acesse o teste completo em www.amusicaemvoce.com.br. Skip navigation ... 11 DICAS PARA DESCOBRIR O SEU TOM DE VOZ !! #30 - Duration: ... Como Saber Se Estou Cantando Certo? Provided to YouTube by Universal Music Group Pra Ter O Seu Amor / Sem Você (Ao Vivo Em Goiânia / 2019) · PH e Michel Rolê Diferente 2.0 ℗ 2019 Universal Music International Released on: 2020 ... QUEM É O SEU VERDADEIRO AMOR EM 2020? [ IncrivelMente Curiosa ] Eu sou a IncrivelMente Curiosa e sejam bem-vindos ao canal! _____ INSTAGRAM www.inst... http://instagram.com/sikerajr http://facebook.com/sikerajunior http://twitter.com/sikerajr um simples teste pra vc descobrir qual poderia ser o seu exu lembrando a todos que este e apenas um video interativo pois pra saber corretamente qual o seu e... Hoje quero ensinar a fazer um teste para Saber se o Inversor de Tensão está em Curto-Circuito __Redes Sociais_ ... Erros em Sistemas Off Grid - Controlador de Carga Aula 2/4 - Duration: ...